Esporte

Cilic sofre, mas deixa Croácia na frente na final da Davis

25/11/2016 16h59

Zagreb, 25 Nov 2016 (AFP) - O croata Marin Cilic teve mais dificuldade do que o previsto diante do argentino Federico Delbonis, mas fez valer o favoritismo ao marcar o primeiro ponto da final da Copa Davis, nesta sexta-feira, em Zagreb, com vitória em cinco sets, por 6-3, 7-5, 3-6, 1-6 e 6-2.

Com o revés, a Argentina fica sob pressão antes do duelo de Juan Martín Del Potro (38º do ranking) com o 'gigante' croata Ivo Karlovic (20º), de 2,10 m.

Aos 37 anos, o veterano se tornará o mais velho a disputar uma partida de simples em uma final de Copa Davis desde 1920, quando o australiano Norman Brooks entrou em quadra aos 43 anos.

Número seis do mundo, Cilic parecia se encaminhar para uma vitória fácil sobre o 42º do ranking, abrindo vantagem de 2 sets a 0 graças à sua eficiência no saque, não dando uma chance de quebra sequer ao adversário.

O aproveitamento no primeiro saque caiu na terceira parcial, abrindo brechas para o adversário acreditar na virada.

"Federico começou a bater mais forte na bola e eu lhe dei a oportunidade de voltar para o jogo", admitiu Cilic.

- Desgaste físico -Com o apoio de 1.500 argentinos que viajaram a Zagreb - entre eles o ex-craque do futebol Diego Maradona - que às vezes faziam mais barulho que os 13.000 torcedores croatas, Delbonis conseguiu empatar a partida, mas não conseguiu manter o ritmo na quinta parcial.

Mesmo saindo derrotado, o argentino teve o mérito de manter o número um croata 3h30 em quadra, o que pode fazer a diferença para o resto do confronto, até porque Cilic é cotado para jogar também as duplas, no sábado, ao lado de Ivan Dodig.

O croata, porém, minimizou o desgaste físico. "Disputamos uma partida longa, mas não foi tão dura fisicamente, não houve tantas trocas de bola. Acho que vou conseguir me recuperar bem. Vamos conversar amanhã e ver o que o capitão decide", afirmou.

Enquanto Cilic parecia exausto por conta do fim de temporada agitado (título na Basileia, semifinal em Paris e ATP Finals em menos de um mês), Delbonis estava mais descansado, por ter sido eliminado na primeira rodada de dez dos 13 torneios disputados desde junho.

"É óbvio que, do ponto de vista pessoal, estou satisfeito com o nível que consegui mostrar, mas na derrota é sempre difícil enxergar as coisas boas", lamentou Delbonis.

"Nesse tipo de competição, você tem que virar a página rápido, porque no dia seguinte já podem te chamar para jogar", completou.

A Croácia busca o bicampeonato, depois do título conquistado em 2015, diante de uma Argentina que espera acabar com o tabu depois de amargar quatro vice-campeonatos (1981, 2006, 2008, 2011).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo