Esporte

Maradona lamenta morte do "segundo pai" Fidel Castro

26/11/2016 12h06

Zagreb, 26 Nov 2016 (AFP) - O astro do futebol Diego Maradona chorou neste sábado ao ser notificado da morte do líder cubano Fidel Castro, "o maior" e como "um segundo pai" para o ex-jogador argentino.

"Me ligaram de Buenos Aires e foi muito chocante. Acabei caindo em um choro terrível, porque ele foi como um segundo pai para mim", declarou Maradona à imprensa presente na Arena Zagreb, onde o ex-craque se encontra para assistir à final da Copa Davis de tênis entre Croácia e Argentina.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo