Esporte

IAAF cria estrutura independente para casos de doping e corrupção

03/12/2016 14h25

Mônaco, 3 dez 2016 (AFP) - O Congresso extraordinário da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) adotou neste sábado em Mônaco várias reformas para resgatar a confiança em meio aos escândalos, criando inclusive uma nova estrutura independente encarregada dos casos de doping e corrupção.

"É um momento muito importante para a história do nosso esporte", sentenciou o presidente da entidade, o britânico Sebastian Coe.

Essas reformas acontecem em um momento muito delicado para a IAAF, que enfrenta há meses problemas de doping que baniram a Rússia de todas as competições da modalidade, inclusive nos Jogos Olímpicos do Rio-2016.

Como se não bastasse, ex-presidente Lamine Diack, antecessor de Coe, foi indiciado recentemente por corrupção e lavagem de dinheiro.

A estrutura independente criada neste sábado terá a responsabilidade de organizar os exames antidoping, as investigações e a validação de todos os resultados dos atletas de alto nível.

Entre as outras medidas votadas por 180 das 195 federações nacionais (10 votaram contra e cinco votos foram anulados), também contam a limitação dos mandatos do presidente a 12 anos no total e a paridade entre homens e mulheres.

lp-kn/jcp/lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo