Esporte

Ex-Palmeirense William brilha no Campeonato Mexicano e jogará o Mundial

05/12/2016 19h43

México, 5 dez 2016 (AFP) - O meia brasileiro William da Silva, revelado no Palmeiras, foi um dos principais destaques da reta final do torneio de Abertura do futebol mexicano, ao marcar gols decisivos que levaram o América à decisão do torneio nacional e a disputar o Mundial de Clubes, no Japão.

O atleta de trinta anos teve uma temporada de altos e baixos, mas apareceu na hora do vamos ver, tornando-se peça chave do esquema tático do argentino Ricardo Lavolpe.

O ex-treinador da seleção mexicana já percebeu as qualidades do brasileiro logo na sua estreia ao comando do América, ao vê-lo anotar o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Pumas, em setembro.

Depois disso, porém, William perdeu espaço e teve que brigar por uma vaga de titular com o paraguaio Osvaldo Martínez e o mexicano José Daniel Guerrero.

"Tiveram muita paciência comigo, tenho que admitir isso, porque nem sempre estive em um bom momento e hoje estou muito bem", reconheceu o meia, que chegou ao clube no início do ano, depois de uma passagem pelo Querétaro, onde jogou ao lado de Ronaldinho Gaúcho.

"Mudei de posição, porque antes de chegar ao América, no Querétaro, eu jogava mais como meia, aberto pelos lados, e aqui, atuou como volante ou segundo volante. Precisei de um tempo de adaptação, mas tenho ido bem", completou.

Nas quartas de final, William abriu o placar na partida de ida contra o Guadalajara, que terminou empatada em a 1 a 1, e as 'Águias' conseguiram a classificação com vitória por 1 a 0 no segundo jogo.

Na semi, o brasileiro foi ainda mais decisivo, deixando sua marca nas duas partidas contra o Nexaca, com o gol de empate na ida (1-1) e o primeiro da vitória por 2 a 0 na volta, na conclusão de um lindo contra-ataque puxado pelo equatoriano Renato Ibarra.

Antes de disputar a final, contra o Tigres, comandado pelo brasileiro Ricardo Ferretti, o Tuca, William terá outro grande desafio com o América: o Mundial de Clubes.

No Japão, o time mexicano estreia no próximo domingo, já nas quartas de final, contra o campeão asiático, o Jeonbuk Hyundai, da Coreia do Sul.

O ex-palmeirense conhece bem esse adversário, por ter jogado no K-League sul-coreana em 2013, com o Busan.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo