Esporte

Lulic arrependido pelas palavras 'infelizes' sobre Rüdiger

05/12/2016 18h41

Roma, 5 dez 2016 (AFP) - O meia bósnio Senad Lulic, da Lazio, afirmou nesta sexta-feira estar "arrependido" pelas declarações "infelizes" de cunho racista sobre o zagueiro alemão de origem serra-leonesa Antonio Rüdiger, da Roma, no domingo, depois do clássico da capital italiana.

"Agora que a poeira baixou, eu me dou conta de que respondi a uma provocação por outra provocação. Venho de um país que sabe das tragédias que podem ser causadas por preconceitos étnicos", afirmou Lulic na sua conta do Intagram.

"Por isso estou arrependido por ter me deixado levar pela tensão pós-clássico e ter tido essas palavras infelizes", completou.

Depois da partida, perdida por 2 a 0 pela Lazio, Lulic foi muito criticado pelas declarações consideradas racistas contra Rüdiger.

"Rüdiger já falava muito antes do jogo. Há dois anos, ele vendia meias e cintos em Stuttgart. Agora, já está achando que é um fenômeno", disparou Lulic em entrevista ao canal italiano Mediaset Premium logo depois da partida.

O bósnio se referia ao fato de que na Europa, imigrantes africanos são às vezes vistos trabalhando como ambulantes.

Pouco depois, na zona mista, Lulic mostrou-se irritado quando foi questionado pelos jornalistas.

"Não quero mais falar sobre isso. Às vezes falamos coisas que não deveríamos no calor do mundo. Vou ter que pedir desculpas a Rüdiger? Como assim? Brancos também vendem meias", rebateu.

Arturo Diaconale, diretor de comunicação da Lazio, teve uma atitude mais nobre, pedindo desculpas da parte do clube depois da entrevista coletiva dos técnicos.

"Quero pedir desculpas em nome do clube e de Lulic. Foram palavras pronunciadas no calor do momento por um jogador que acabava de perder um clássico que era muito importante para ele", afirmou o dirigente.

"Essa polêmica ultrapassa os limites e foi causada por declarações anteriores de Rüdiger, mas queremos que a Lazio seja um modelo de correção", completou.

Rüdiger já foi alvo de racismo no ano passado, em caso que resultou na demissão do ex-jogador Stefano Eranio do posto de comentarista da televisão suíça RSI.

"Jogadores de cor que jogam na defesa cometem esse tipo de erro porque não estão concentrados. São fortes fisicamente, mas cometem erros na hora de pensar antes de jogar", tinha afirmado o ex-meia do Milan e do Genoa.

Rüdiger, de 23 anos, nasceu em Berlim, de um pai alemão e uma mãe serra-leonesa, e já defendeu 11 vezes a 'Mannschaft'.

Já Lulic é ídolo da torcida da Lazio por ter anotado o único gol da vitória por 1 a 0 sobre a Roma na final da Copa da Itália de 2013, última vitória do seu time no dérbi da capital.

stt/lrb/lg

SOCIETA SPORTIVA LAZIO

MEDIASET SPA

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo