Esporte

Mino Raiola, da pizzaria da família ao escândalo do 'Football Leaks'

16/12/2016 15h33

Haarlem, Holanda, 16 dez 2016 (AFP) - Começou como garçom de uma modesta pizzaria na Holanda, mas seu jeito atrevido, sua ambição e seu poder de barganha em negociações astronômicas colocaram Mino Raiola como um dos mais poderosos empresários do futebol no mundo. Agora, seu nome aparece no escândalo do "Football Leaks" ligado à evasão de impostos.

Poucos podiam imaginar no início dos anos 1990 que este homem truculento seria responsável 25 anos depois pela transferência mais cara do mundo, a do francês Paul Pogba, vendido pela Juventus ao Manchester United por 105 milhões de euros.

Naquele momento, Raiola servia pizzas no restaurante dos pais, imigrantes italianos estabelecidos na Holanda, lembra o jornalista local Edwin Struis. "Esse lugar era frequentado pelos dirigentes do FC Haarlem", conta. "Perguntado ou não, Mino dava sua opinião sobre todos os temas, sobre o clube e sobre o futebol em geral".

"Em um devido momento, esses dirigentes simplesmente falaram: 'já que você sabe tanto, porque não entra para a diretoria'", relata Struis à AFP.

Mino Raiola foi durante muito tempo diretor esportivo do clube, mas o destino e a ambição lhe reservaram outro papel. Ele se sentiu atraído pelo lucrativo mercado de transferências e voltou para a Itália, mais precisamente Nápoles, cidade que seus pais deixaram para trás quando tinha apenas um ano.

Em solo napolitano, Mino Raiola conseguiu rapidamente montar uma agenda de contatos e foi crescendo na nova carreira. No início, contudo, "muitos o subestimavam por sua maneira de se vestir", lembra à AFP Willem Vissers, jornalista esportivo do De Volkrant, jornal esportivo de prestígio na Holanda.

- "Uma pança enorme" -Na casa de Mino Raiola, era notável a falta de requinte. Basta ler a forma como o sueco Zlatan Ibrahimovic, na época um jovem atacante do Ajax em ascensão, descreve o primeiro encontro, em 2003. "Achei que era uma brincadeira. Parecia que ele tinha saído da série Os Sopranos, com calças de caubói, camiseta Nike e uma pança enorme", descreve o gigante sueco em sua biografia "Eu, Zlatan".

Mas o excêntrico empresário, hoje de 49 anos, foi responsável por negociações de enorme sucesso nos últimos anos. A chegada do futuro Bola de Ouro Pavel Nedved à Juventus foi obra sua, assim como as várias bem sucedidas indas e vindas europeias de Ibra (Juventus, Inter de Milão, Milan, Barcelona, PSG, Manchester United). O ápice veio em 2016, com a venda recorde de Pogba.

A gestão dos direitos de imagem do astro francês, porém, colocaram Raiola na mira do "Football Leaks", a investigação realizada em conjunto por um consórcio de doze veículos de comunicação da Europa. O empresário teria transferido esses direitos de imagem para uma empresa offshore em Jersey, uma Ilha no Canal da Mancha com tributação mais vantajosa. Raiola afirma que essas denúncias são "imaginárias, inexatas ou deformadas".

Raiola aparece no Top 10 dos empresários esportivos mais bem sucedidos de 2016, segundo ranking da revista Forbes, com receita de 35 milhões de dólares, dos 356 milhões de dólares que negociou em contratos para seus jogadores.

- "O Donaldo Trump do futebol" -"Ele é o Donald Trump do futebol, sabe se vender e conseguiu construir os próprios edifícios, cada um deles tem o valor de um edifício em Manhattan", declarou à AFP Gael Mahé, fundador da agência Sport GM, a primeira a gerir os direitos de Paul Pogba.

"Infelizmente, ele se acostumou a insultar as pessoas. É difícil de lidar. É um sujeito espalhafatoso que fala muito e não diz muita coisa", explica o jornalista Edwin Struis.

O alvo preferido de Raiola: o técnico Pep Guardiola, culpado por não ter sabido usar Ibrahimovic no Barcelona. "Nunca gostei dele e nunca gostarei", criticou o empresário a uma rádio espanhola.

Em 2012, seus excessos verbais o levaram a chamar o lendário Johan Cruyff de "senil" em um jornal holandês, uma declaração que o obrigou a pedir desculpas posteriormente.

Entre os colegas empresários, a trajetória de Raiola é um exemplo e a venda de Pogba um feito impressionante. "Ele fez de Pogba o jogador mais caro do mundo, eu só posso dizer parabéns. Foi Raiola que colocou o preço. É uma tacada de mestre, ganhar 25 milhões de euros um uma única transferência, é o Leonardo da Vinci deste nível".

jhe-eba-adc/pgr/iga/am/lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo