Esporte

Zidane completa um ano de sucesso como técnico do Real Madrid

03/01/2017 14h42

Madri, 3 Jan 2017 (AFP) - No dia 4 de janeiro de 2016, Zinedine Zidane assumia às rédeas de um Real Madrid em crise, e, desde então, tudo mudou: o técnico francês comemora nesta quarta-feira seu primeiro aniversário como técnico do clube, com o qual dominou o futebol mundial na última temporada.

Doze meses foram suficientes para espantar as dúvidas que rodeavam 'Zizou', que passou bruscamente de técnico da equipe B do Real a comandante do time principal, sem experiência prévia como treinador de uma equipe de elite.

Um título de Liga dos Campeões em maio, uma Supercopa da Europa em agosto e um Mundial de Clubes em dezembro vieram inaugurar a sala de troféus como técnico do ex-craque francês, de 44 anos, calando todos críticos.

Os resultados dentro de campo não demoraram para conquistar de vez a imprensa de Madri. "Homem do ano - O mago de 2016", intitulou o diário esportivo Marca na semana passada. "Zidane, tudo começou com você", escreveu o As nesta terça.

O feito de Zidane realmente não foi pequeno. O inexperiente técnico francês foi responsável por uma verdadeira metamorfose no Real, uma equipe que passou em branco em 2015, sem conquistar um título sequer, uma enorme humilhação para um clube acostumado às glórias.

"Na temporada passada, Zidane mudou nossas vidas", resumiu o presidente do Real, Florentino Pérez, em recente entrevista à AFP.

- 'Zidane acalmou todas as tensões' -Rafael Benitez, efêmero antecessor de Zidane, sofria com a enxurrada de críticas: muito 'professoral', metódico e repetitivo. Com Zidane no comando, tudo deu certo para o Real.

O francês começou ganhando a batalha da percepção: no momento de sua apresentação, Zidane, a esposa Véronique e os quatro filhos, todos jogadores das categorias de base do Real, posavam sorridentes ao lado de Florentino Pérez, transmitindo a imagem de um clube de família e em paz.

Dentro de campo, as primeiras decisões do francês, como o fato de colocar no banco de reservas o meia colombiano James Rodríguez, promovendo para a equipe titular o volante brasileiro Casemiro, foram saudadas como demonstrações necessárias de autoridade.

"Zidane acalmou todas as tensões", analisou nesta terça-feira o jornalista Alfredo Relano, diretor do As. "Fleumático nas coletivas de imprensa e prudente em suas decisões, ele endireitou o caminho".

Em menos de um ano, a equipe de Zidane conseguiu estabelecer duas sequências recordes, a primeira entre março e setembro, igualando a marca de 16 vitórias seguidas no Campeonato Espanhol do Barcelona de Pep Guardiola (2010-2011).

Já a segunda, uma sequência de 37 jogos em todas as competições sem derrota, ainda está em vigor. Se tudo correr bem, Zidane igualará no sábado contra o Granada o recorde espanhol, que atualmente pertence ao Barça de Luis Enrique (39 jogos em 2015-2016).

- Belos desafios -Resumindo, em 53 jogos no banco do Real, o ex-Bola de Ouro perdeu apenas duas partidas, somando 40 vitórias e 11 empates.

"Impossível fazer melhor", afirmou Florentino Pérez à AFP. Perguntado sobre o futuro de Zidane, sob contrato até 2018, o presidente do Real não parece preocupado em esconder a animação para economizar alguns euros em uma próxima negociação com Zidane: "Ele vai ficar aqui para sempre e, quando quiser, vamos prolongar o contrato".

Até lá, Zidane terá alguns desafios a superar em 2017.

O objetivo de maior prestigio será revalidar o título europeu, um feito inédito na versão moderna da Liga dos Campeões (desde 1993). O primeiro passo para alcançar essa meta será superar o Napoli nas oitavas de final da competição, em fevereiro.

A torcida 'merengue', porém, parece mais preocupada em desbancar o Barcelona a nível nacional.

Atual líder da Liga, com três pontos de vantagem sobre o Barcelona e um jogo a menos, o Real colocou como prioridade da temporada voltar a conquistar o Campeonato Espanhol, competição que venceu apenas uma vez nos últimos oito anos.

Há também a Copa do Rei. Os comandados de Zidane recebem o Sevilla nesta quarta-feira no estádio Santiago Bernabéu, pelas oitavas de final, um duelo que promete ser difícil e que colocará frente a frente os atuais campeões da Liga dos Campeões e da Liga Europa.

O confronto contra o time andaluz será também uma oportunidade de começar o ano de 2017 com o pé direito, além, claro, de comemorar o aniversário de um ano de 'Professor Zizou' no Real Madrid.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo