Esporte

China vai estabelecer limite de gastos com jogadores estrangeiros

05/01/2017 18h25

Pequim, 5 Jan 2017 (AFP) - A China anunciou, nesta quinta-feira, que vai limitar os gastos de clubes com a contratação de jogadores estrangeiros, dias depois dos anúncios das compras milionárias dos passes do brasileiro Oscar e do argentino Carlos Tevez.

Os jogadores sul-americanos chegaram ao país asiático recebendo salários astronômicos. O ex-meia do Chelsea se tornou a transferência mais cara da história do futebol chinês (60 milhões de euros), enquanto o argentino ultrapassou o compatriota Messi e o português Cristiano Ronaldo na lista de jogadores mais bem pagos do mundo, recebendo impressionantes 38 milhões de euros por ano.

Em matéria de remuneração, Oscar também se tornou um dos jogadores mais caros do mundo, com salário estimado de 24 milhões de euros por ano.

"Vamos regular e frear as compras exageradas de jogadores estrangeiros e limitar de maneira razoável a alta chegada de jogadores", indicou um porta-voz da Administração Geral de Espotes da China, pelo site oficial.

No último mercado de transferências de inverno, no início de 2016, os clubes chineses gastaram mais do que a prestigiosa Premier League inglesa. Foram mais de 400 milhões de euros desembolsados em todo ano.

- China quer ser potência no futebol -O presidente da China, Xi Jinping, apaixonado por futebol, manifestou o desejo de transformar o país em uma potência do esporte até 2050. Esse ímpeto impulsionou o fluxo de dinheiro e tornou os clubes da Superliga chinesa um atrativo para grandes jogadores. O chefe de Estado tem esperança que o gigante asiático possa organizar, se classificar e ganhar a Copa do Mundo no futuro.

Mas as enormes quantias gastas levantaram uma polêmica. Muitos se perguntam se os valores para trazer jogadores de nível mundial não seriam melhores investidos na formação de novos jogadores.

A Administração Geral de Esportes indicou nesta quinta-feira que vai "estabelecer um limite" nas contratações e nos salários para controlar "investimentos irracionais", mas não especificou cifras.

As equipes que gastarem além da conta podem ser multadas e esse dinheiro seria destinado a formação de novos talentos.

"Vamos tirar os clubes inadimplentes dos campeonatos", avisou a administração.

Em dezembro, a federação anunciou a intenção de reduzir para quatro o número de jogadores estrangeiros habilitados a jogarem em cada time. Até o momento, são permitidos cinco por equipe.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo