Esporte

Disputa entre Murray e Djokovic recomeça no Aberto da Austrália

15/01/2017 13h07

Melbourne, 15 Jan 2017 (AFP) - A disputa entre Andy Murray e Novak Djokovic pelo posto de melhor jogador do mundo, que marcou o ano passado, vai continuar a partir de segunda-feira, quando começa o Aberto da Austrália.

O britânico, número 1 do mundo, e o sérvio(2) já se encontraram em 2017. Foi a final do torneiro de Doha, onde Djoko venceu o confronto depois de quase três horas de partida.

Murray viu sua sequência vitoriosa de 28 jogos oficiais terminar. O excelente final de 2016 fez o britânico roubar a liderança do ranking mundial do sérvio.

No ano passado, Murray brilhou com 8 títulos, entre eles Wimbledon, Olimpíadas e o ATP Masters do final da temporada. Agora o desafio é levantar o torneio de Melbourne, depois de perder cinco finais. Djoko, por outro lado, busca o sétimo título da competição, sendo cinco deles nas últimas seis edições.

Para recuperar o status de número 1, Djokovic precisa vencer a competição e Murray tem que cair antes das semifinais. A combinação parece improvável, mas não impossível, já que este ano o torneio tem um prognóstico incerto em relação aos pesos pesados do ano anterior: o suíço Roger Federer(17) e o espanhol Rafael Nadal(9) podem atrapalhar o caminho dos favoritos.

Murray, por exemplo, pode enfrentar Federer nas quartas de final e Nadal pode ter um confronto com Djokovic nas semis.

O maior campeão de Grand Slams antecipou o fim da temporada passada em Wimbledon, para se recuperar de um lesão no joelho. A volta às quadras veio durante a Copa Hopman, um torneiro de times mistos. Foram duas vitórias e uma derrota nas partidas de simples.

- Wawrinka correndo por fora -Para Nadal, as expectativas estão baixas, mas nunca se pode duvidar o espanhol. O tenista quer recuperar o nível depois de um 2016 frustrante devido a uma lesão no pulso.

Nadal não chega a uma semifinal de Grand Slam desde o último título, na edição de Roland Garros em 2014, mas tem esperança em voltar a a brilhar em 2017.

No primeiro torneio oficial deste ano, em Brisbane, o espanhol caiu nas quartas de final para o canadense Milos Raonic.

Este último, número 3 do mundo, forma parte do grupo de alternativas que poderiam evitar uma terceira final consecutiva entre Djokovic e Murray.

Além de Raonic, quem parece uma boa aposta é o suíço Stan Wawrinka(4), ganhador do último Grand Slam disputado, o Aberto dos Estados Unidos. Wawrinka foi o único a vencer Djokovic em Melbourne nos últimos seis anos, nas semifinais do torneio, e acabou sagrando-se campeão.

É preciso estar atento ao japonês Kei Nishikori(5°) e ao austríaco Dominic Thiem(8°). O búlgaro Grigor Dimitrov(15°) venceu o torneio de Brisbane e pode ser uma surpresa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo