Esporte

Ecclestone, histórico chefão da F1, é despedido

23/01/2017 19h58

Berlim, 23 Jan 2017 (AFP) - O britânico Bernie Ecclestone, histórico chefão da Fórmula 1, anunciou nesta segunda-feira que encerrou as funções na categoria, por conta dos novos proprietários da marca F1.

"Fui despedido hoje, segunda-feira. Acabou, isso é tudo. É oficial. Já não dirijo a empresa e Chase Carey ocupa meu lugar", anunciou o magnata de 86 anos para a revista especializada alemã Auto Motor und Sport.

Depois da recente aquisição da Formula One Management pelo grupo americano Liberty Media, Ecclestone anunciou que continuaria à frente da Formula One Group, a nova empresa que vai gerenciar a categoria de automobilismo, por três anos.

Segundo a revista, a mudança deve ser oficializada na terça-feira, assim como o anúncio de Chase Carey como presidente executivo da empresa. Carey já administrava a F1 com Ecclestone. O engenheiro Ross Brawn também vai ter papel decisivo no novo organograma do grupo.

sid-dar/mcd/fa/lr

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo