Esporte

Federer vence Nadal na final do Aberto da Austrália e conquista o 18º Grand Slam

29/01/2017 12h38

Melbourne, 29 Jan 2017 (AFP) - O suíço Roger Federer (N.17) venceu o espanhol Rafael Nadal (N.9) na final do Aberto da Austrália, este domingo em Melbourne, por 3-2, com parciais 6-4, 3-6, 6-1, 3-6 e 6-3, ampliando para 18 seu recorde de títulos de Grand Slam.

Em uma partida emocionante de 3 horas e 38 minutos, Federer superou seu grande rival. O suíço disputou na Austrália seu primeiro torneio oficial depois de ficar parado no segundo semestre de 2016 para se recuperar de uma lesão no joelho. Ele não conquistava um Grand Slam desde Wimbledon 2012.

- "Dividiria o empate" -"No tênis não existe empate, mas se existisse eu ficaria orgulhoso em dividir contigo esta noite, Rafa", falou Federer ao receber o troféu do torneio.

"É incrível como você está jogando, depois de se recuperar. Certamente você trabalhou duro e estou feliz por você", acrescentou o suíço.

Agora Federer, 35 anos, amplia seu recorde de Grand Slams a 18, quatro a mais que o americano Pete Sampras e que Nadal, 30 anos.

O suíço ganhou seu primeiro Major há 14 anos, em Wimbledon, e se tornou o segundo jogador mais velho a vencer um Grand Slam na era profissional, atrás do australiano Ken Rosewall, que venceu aos 38 anos.

Nesta edição do Australian Open, Federer teve que superar quatro Top 10 do ranking até levar o 18° título para casa: o tcheco Tomas Berdych, o japonês Kei Nishikori, o compatriota Stan Wawrinka e Nadal na decisão.

Ambos finalistas aproveitaram as eliminações precoces do britânico Andy Murray (N.1) e o sérvio Novak Djokovic (N.2), que viram de longe o renascimento das lendas Federer e Nadal.

"Foi um bom mês para mim, aproveitei bastante. Trabalhei duro para estar aqui hoje. Provavelmente Roger mereceu o título de hoje um pouco mais do que eu", falou Nadal, que também se afastou o circuito do ano passado por conta de uma lesão.

"Vou continuar lutando. Sinto que voltei a jogar em alto nível. Continuarei buscando nesta temporada". acrescentou o espanhol. Nadal tem como objetivo agora vencer Roland Garros pela 10ª vez.

Este foi o 35º confronto entre os dois tenistas. Nadal tem 23 vitórias e 12 derrotas, com vantagem de 6-3 nas finais de Grand Slams.

- Cinco games seguidos -A final desejada por todos os fãs - considerada por muitos o maior clássico da história do tênis e que havia acontecido pela última vez em uma decisão de Grand Slam em Roland Garros-2011, com triunfo de Nadal - esteve à altura das expectativas.

Com ótimo saque (20 aces, contra 4 de Nadal), Federer também dominou nos winners (73 contra 35). Nadal parece ter sofrido com as consequências do grande esforço nas semifinais de sexta-feira para eliminar o búlgaro Grigor Dimitrov em quase cinco horas de jogo.

O suíço, que teve um dia a mais de descanso - venceu o compatriota Stan Wawrinka na quinta-feira -, teve um dia inspirado, apesar de ter cometido um elevado número de erros não forçados por seu jogo mais agressivo (57 contra 28 de Nadal).

Em um quinto set que ficará marcado, Nadal conseguiu uma quebra e abriu 2-0 e depois 3-1. Federer conseguiu se recuperar, muito sólido na defesa e tomando a iniciativa do jogo, e venceu os últimos cinco games da partida.

Quando o desafio 'hawk-eye' confirmou o ponto final da partida, o suíço não conteve as lágrimas de emoção com a vitória.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo