Esporte

Principais clubes europeus gastam pouco na janela de transferência

31/01/2017 13h27

Paris, 31 Jan 2017 (AFP) - Os maiores clubes europeus optaram por não gastar muito na janela de transferência invernal, com poucas exceções: o Sevilla resolveu ir às compras, sob o comando de seu diretor esportivo, Monchi, enquanto o Manchester City recebe de braços abertos o brasileiro Gabriel Jesus.

ESPANHAReal Madrid e Atlético de Madri foram proibidos pela justiça esportiva de se reforçar nesta janela. O Barcelona optou por não se mexer.

Com isso, sobrou para o Sevilla dar um pouco de emoção à janela. O clube andaluz, que conta com um diretor esportivo, Monchi, famoso por encontrar bons negócios, trouxe alguns reforços: o zagueiro francês Lenglet (Nancy), o atacante montenegrino Jovetic (Inter de Milão), que já marcou três gols em quatro jogos com o Sevilla, e o meia argentino Montoya (Rosario Central).

No restante da Liga Espanhola, pouca movimentação. O atacante italiano Zaza foi emprestado pela Juventus ao Valencia e o espanhol Adrian (Porto) voltou ao Villarreal para substituir o brasileiro Alexandre Pato, vendido à China (Tianjin Quanjian). No último dia da janela, o Las Palmas trouxe o atacante espanhol Jesé, emprestado pelo Paris Saint-Germain.

INGLATERRANa Inglaterra, os grandes preferiram não esbanjar. O destaque da janela inglesa foi a chegada ao Manchester City de Gabriel Jesus, que deixou o Palmeiras com o título do Campeonato Brasileiro. O jovem atacante de 19 anos, porém, já havia sido comprado no meio do ano passado por 30 milhões de euros.

Os outros membros do "Big Six" optaram pela cautela. O Chelsea, líder da Premier League, se contentou em recuperar o zagueiro holandês Aké, emprestado ao Bournemouth, mas vendeu o meia brasileiro Oscar (60 milhões de euros) e o nigeriano Obi Mikel à China.

"Em qualidade e quantidade, nós temos o suficiente para ir bem", afirmou por sua vez Arsène Wenger, técnico do Arsenal, que foi buscar uma promessa na sétima divisão inglesa, Cohen Brammall, de 20 anos. Liverpool e Tottenham não mexerem um dedo sequer para trazer reforços, mas o Reds deixaram o português Ilori sair por empréstimo ao Granada.

No United, também não houve grandes mudanças. O técnico José Mourinho simplesmente se livrou de dois jogadores que pouco jogavam, o francês Scheiderlin (vendido ao Evreton por 23 milhões de euros) e o holandês Depay (ao Lyon por 16 milhões de euros).

O West Ham se viu obrigado a deixar o insatisfeito francês Dimitri Payet ir embora, vendido ao Olympique de Marselha por 30 milhões de euros.

Os clubes mais ativos na janelas são os que brigam contra o rebaixamento. O Hull City trouxe seis novos jogadores, com destaque para o zagueiro italiano Ranocchia (Inter de Milão) e o atacante senegalês Niasse (Everton). Crystal Palace, Swansea e Sunderland se reforçaram com três jogadores cada.

ALEMANHAA transferência mais impactante da janela na Alemanha foi a chegada ao Borussia Dortmund da jovem promessa sueca Alexander Isak, de apenas 17 anos, comprado por 10 milhões de euros junto ao AIK.

No geral, a Bundesliga preferiu investir na juventude. O Bayer Leverkusen, que segue vivo na Liga dos Campeões, trouxe o jamaicano Bailey (19 anos, ex-Genk) por cerca de 12 milhões de euros. Por este mesmo valor, o Wolfsburg comprou o meia holandês Bazoer (20 anos, ex-Ajax).

O Hamburgo, penúltimo colocado da Bundesliga, tentou uma última cartada para salvar sua temporada e fugir do rebaixamento, trazendo o volante brasileiro Wallace, do Grêmio, por 9 milhões de euros.

O Bayern de Munique também pensou no futuro, anunciando a contratação para a próxima temporada de dois jovens alemães que atuam no Hoffenheim: o zagueiro Sule e o meia Rudy. Por outro lado, dois jogadores deixaram o clube bávaro, o zagueiro Badstuber, emprestado ao Schalke, e o atacante americano Green, que jogará na segunda divisão pelo Stuttgart.

ITÁLIAA principal transferência da janela italiana foi o meia Roberto Gagliardini, promessa emprestada até o final da próxima temporada pelo Atalanta à Inter de Milão, que, se quiser comprar o passe do jovem de 22 anos, terá que desembolsar 25 milhões de euros.

A Juventus, líder do Campeonato Italiano, recrutou o meia venezuelano Rincon (Genoa) para fortalecer seu banco de reserva. O clube corre contra o tempo para anunciar antes do fechamento da janela um lateral-esquerdo para o lugar do francês Patrice Evra (Olympique de Marselha).

A Roma recebeu por empréstimo do Lyon o meia francês Grenier e deixou o argentino Iturbe sair para jogar no Torino. O Napoli buscou o atacante Pavoletti, do Genoa.

O Milan renovou seu ataque com dois empréstimos: o argentino Ocampos (Olympique de Marselha via Genoa) e o espanhol Deulofeu (Everton), para os lugares do francês Niang (Watford) e do brasileiro Luiz Adriano (Spartak Moscou).

jed-mam-cpb-stt-ybl/adc/am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo