Esporte

EUA proíbem entrada de atleta belga, irmão de homem-bomba

FP PHOTO / BELGA / EMMANUEL DUNAND
Mourad Laachraoui, um dos atletas barrados; ele é irmão de um dos homens-bomba que atacou Bruxelas, em março de 2016 Imagem: FP PHOTO / BELGA / EMMANUEL DUNAND

Da AFP, de Bruxelas

01/02/2017 15h53

A Federação francófona belga de taekwondo (AFTB) anunciou nesta quarta-feira (1) que dois de seus atletas, um deles irmão de um dos homens-bomba dos atentados de Bruxelas, em março, foram impedidos de viajar aos Estados Unidos.

Os atletas, Si Mohamed Ketbi e Mourad Laachraoui, assim como o treinador Abdelkhalak Mkadmi, não haviam atualizado seus ESTA (Sistema Eletrônico para Autorização de Viagem, na sigla em inglês), documento necessário para viajantes de países que, como a Bélgica, não precisam de visto para entrar nos Estados Unidos.

Na última sexta (27), o presidente dos EUA, Donald Trump, vetou a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana. Trump ainda estabeleceu uma ordem que suspende o programa de amparo de refugiados durante 120 dias. Além disso, fecha as portas do país para os refugiados sírios por tempo indefinido e suspende durante 90 dias a obtenção de vistos em sete países de maioria muçulmana com o histórico de terrorismo.

Questionado pela agência de notícias AFP, a embaixada americana de Bruxelas não quis se pronunciar sobre o caso.

Ketbi e Laachraoui participariam do US Open, primeira competição internacional da temporada de taekwondo.

Em 25 de janeiro, pela manhã, a delegação belga fez o check-in das malas e passou pelo controle de passaportes no aeroporto de Bruxelas, de onde partiriam rumo a Las Vegas, segundo a AFBT.

"No momento do embarque, um membro da companhia informou que não poderiam embarcar no avião sem um visto regulamentário, apesar do documento não ser necessário para cidadãos belgas que viajam aos EUA", explicou a associação belga de taekwondo.

A AFBT explicou que, durante a madrugada, a federação "recebeu um e-mail com o objetivo de atualizar os ESTA" dos atletas.

Mourad Laachraoui é irmão de Najim, um dos homens-bomba que atacou o aeroporto de Bruxelas, em 22 de março de 2016.

Dois dias depois dos ataques, que deixaram 32 mortos, o atleta de taekwondo, nascido na Bélgica e de origem marroquina, condenou firmemente o crime do irmão mais velho, suspeito também de ter participado nos atentados de Paris, em 13 de novembro de 2015. "Você não escolhe sua família", disse à imprensa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo