Esporte

Lampard anuncia aposentadoria aos 38 anos

02/02/2017 13h35

Londres, 2 Fev 2017 (AFP) - O meia inglês Frank Lampard anunciou nesta quinta-feira que vai deixar de jogar futebol aos 38 anos de idade, depois de fazer carreira defendendo o Chelsea e a seleção inglesa.

"Depois de 21 anos incríveis, decidi que é o momento certo para encerrar minha carreira como jogador profissional", escreveu Lampard em uma mensagem no Instagram.

O meia venceu três Premier Leagues, uma Liga dos Campeões, 1 Liga Europa e quatro Copas da Inglaterra com os Blues. O jogador teve uma breve passagem pelo Manchester City, antes de se aventurar no New York City, onde decidiu pendurar as chuteiras.

Lampard, que se tornou famoso por suas características goleadoras, quer se dedicar para se tornar um treinador

O jogador foi formando no West Ham e jogou na equipe de Londres entre 1995 e 2001. Depois veio o período vencedor pelo Chelsea, clube que defendeu por 13 anos, entre 2001 e 2014.

"Estou muito orgulhoso dos troféus que venci, de ter jogado pela seleção umas 100 vezes e de ter feito mais de 300 gols", acrescentou Lampard, que disputou duas Copas do Mundo e duas Eurocopas pelo país.

"Grande parte do meu coração pertence ao Chelsea, o clube que me proporcionou excelentes recordações. Nunca esquecerei a oportunidade que me deram e as vitórias que conseguimos juntos", finalizou.

Entre os momentos mais marcantes de sua carreira está o pênalti que converteu na prorrogação contra o Liverpool, para levar o Chelsea para a final da Champions League de 2008, seis dias depois da morte de sua mãe.

"Sempre quis ser um vencedor e marcar gols. Não acho que fiz um ato de valentia ao jogar depois da morte da minha mãe. Eu queria marcar. Se eu não tivesse batido o pênalti as pessoas teriam me perdoado, mas eu ficaria com o peso de não ter cobrado", explicou o meia.

Também será lembrado pelo controle do meio de campo na final da Liga dos Campeões de 2012, contra o Bayern de Munique, na casa dos alemães. Lampard liderou a equipe e os Blues se sagraram campeões daquele ano.

Foi o primeiro troféu do torneio em 50 anos, sob o comando do português José Mourinho e potencializado pelo dinheiro do milionário russo Roman Abramovic.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo