Esporte

Patriots vencem Falcons no Superbowl com virada histórica

06/02/2017 09h02

Houston, Estados Unidos, 6 Fev 2017 (AFP) - Um touchdown de ouro na prorrogação e o trabalho magistral do quarterback Tom Brady levaram os New England Patriots a uma dramática vitória de 34 a 28 sobre os Atlanta Falcons, no domingo no Superbowl 51 do futebol americano.

Brady liderou uma milagrosa recuperação dos Patriots, que perdiam por 19 pontos até a metade do jogo, conseguindo o empate nos segundos finais e levando a uma prorrogação inédita na história dos Superbowls da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL).

Brady se converteu no primeiro quarterback a conquistar um quinto campeonato da NFL.

O atleta dos Patriots inspirou a maior recuperação na história do Superbowl quando sua equipe virou um placar desesperador de 28-3 no terceiro quarto e conseguiu uma vitória sensacional no NRG Stadium de Houston (Texas).

Brady, de 39 anos, desabou na grama emocionado depois que James White entrou na endzone para marcar o touchdown ganhador no início da prorrogação de 15 minutos.

Os Patriots pareciam liquidados depois que os Falcons marcaram três touchdowns na primeira metade e outro no início do terceiro quarto, assumindo 25 pontos de vantagem.

Brady, marido da modelo Gisele Bündchen e que havia tido uma pálida atuação na primeira metade, retornou com mais força na segunda e os Patriots começaram a encontrar suas linhas e modelos de ataque, enquanto os Falcons iam demonstrando o cansaço de um jogo muito disputado.

O Atlanta, que chegou a esta partida com a melhor ofensiva da competição, desabou na prorrogação e não conseguiu conquistar seu primeiro troféu de campeão, apesar do notável esforço de seu quarterback Matt Ryan.

A partida foi presenciada por 70.087 espectadores e por pouco mais de 100 milhões de telespectadores nos Estados Unidos.

Ao fim do jogo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que havia se declarado partidário dos Patriots, enviou uma mensagem de felicitações à equipe, a Brady, ao dono Bob Kraft e ao treinador Belichik.

O Superbowl também contou com a participação da diva pop Lady Gaga, que levou sua mensagem de "amor, diversidade, compaixão e espírito livre" em sua apresentação.

Gaga entoou o patriótico "God Bless America" e ressaltou que os Estados Unidos são uma terra de "liberdade e justiça para todos".

O Superbowl, o evento tradicionalmente de maior audiência televisiva nos Estados Unidos, foi realizado neste ano em uma atmosfera de forte polarização em relação ao presidente Donald Trump, de quem Lady Gaga foi uma forte crítica.

Várias marcas, entre elas a plataforma de aluguel Airbnb, também deram no domingo um viés político ao SuperBowl ao divulgar anúncios que faziam menção ao tema migratório nos Estados Unidos, em meio à tempestade pelo decreto anti-imigração de Trump.

rcb-psl/ol/ma

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo