Esporte

Toni Nadal confirma que não treinará Rafael Nadal em 2018

14/02/2017 16h40

Madri, 14 Fev 2017 (AFP) - O tio de Rafael Nadal, Toni, confirmou nesta terça-feira à AFP que não irá mais treinar o sobrinho em 2018, deixando o cargo na próxima temporada para o ex-tenista Carlos Moyá, recentemente incorporado à equipe técnica de 'Rafa'.

"A decisão veio de mim", declarou Toni Nadal em entrevista telefônica à AFP, explicando que "para este ano não muda nada" e que seguirá junto ao sobrinho até o fim da atual temporada.

"Tenho certa idade, já rodei muito, há algum tempo ficou mais difícil quando tenho que viajar, aqui tenho meus filhos", explicou o técnico, de 55 anos, que considera que a chegada de Moyá permitirá uma transição tranquila que resultará em sua saída como técnico de Rafael Nadal.

"É a consequência, e é absolutamente natural. Não é um problema. Para mim, o que me importou a vida toda é que as coisas deem certo para Rafael", completou Toni Nadal, que treina Rafa desde que este tinha três anos de idade.

"As coisas foram suficientemente bem neste início de ano, foi um grande acerto a incorporação de Carlos, entendo que Rafa está muito bem servido com Francis (Roig, colaborador de Toni Nadal), Carlos...", afirmou o tio de Rafael Nadal, que não escondeu seu desejo de voltar a se dedicar mais a formação de jovens na academia recentemente inaugurada pelo sobrinho em Maiorca, na Espanha.

O técnico deu estas declarações com a boa atuação de Rafa no Aberto da Austrália em mente. No primeiro Grand Slam do ano, o tenista chegou a final do torneio, algo que não fazia desde 2014.

Apesar de ter sido derrotado pelo suíço Roger Federer na decisão, o nove vezes campeão de Roland Garros calou os críticos, que diziam que não teria mais condições físicas de voltar a competir em alto nível no circuito da ATP, após uma temporada de 2016 repleta de lesões.

- À disposição para ajudar -Toni Nadal explicou que sua decisão se baseia muito na busca por tranquilidade e em poder voltar a se dedicar à formação de jovens tenistas, graças à inauguração da Rafa Nadal Academy, em Manacor, em Maiorca.

"Com a academia, me deu um grande prazer estar aqui, algo que antes eu não tinha. A nível profissional, tenho a possibilidade de poder trabalhar aqui na academia, adoro estar envolvido na formação e poder ajudar as crianças", explicou, confirmando as informações publicadas no último fim de semana pela imprensa italiana.

Toni Nadal, porém, deixou claro que, apesar de não viajar com Rafa, estará à disposição para qualquer coisa que o sobrinho precisar.

"No ano que vem, eu vou me dedicar com intensidade à academia, porque acredito que Rafael está muito bem servido", mas "se em qualquer momento ele precisar de mim, estarei aqui", afirmou.

O técnico, que se diz "surpreso pelo barulho" causado por sua decisão, garante que Rafa "ficou um pouco surpreendido" ao saber da notícia. "Eu falei: 'Rapaz, você está muito bem servido e tudo está perfeito'. Rafael sempre levou as coisas com naturalidade, nunca foi um cara problemático".

"No fim da vida tudo tem um início e um fim. Não tenho mais 20 anos", insistiu Toni, antes de afirmar que irá tirar "um balanço muito positivo" de seus anos de colaboração com o sobrinho, com o qual conquistou 69 títulos, 14 desses de torneios do Grand Slam.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo