Esporte

Casemiro marca golaço e Real Madrid vence Napoli de virada por 3 a 1

15/02/2017 20h18

Madri, 15 Fev 2017 (AFP) - O Real Madrid deu importante passo na busca do bicampeonato inédito da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira, depois de vencer o Napoli de virada por 3 a 1, pelo jogo de ida das oitavas de final do mais importante torneio de clubes do mundo.

Foi o segundo encontro entre as equipes na história. Na primeira vez em que se enfrentaram, os espanhóis venceram os italianos por 3 a 1 na soma das duas partidas da Copa da Europa de 1987/88. Dessa vez, a equipe da capital fez o resultado em apenas um jogo e deu um importante passo para a classificação.

A derrota dos italianos deu fim à sequência de 18 jogos sem perder da equipe, enquanto os merengues ficaram mais próximos da 7ª classificação consecutiva para as quartas de final da Champions League.

Real Madrid e Napoli voltam a se enfrentar pelo jogo de volta, dia 7 de março, em Nápoles. Para se classificar, o time da casa precisa vencer por 2 a 0, graças ao gol marcado no Santiago Bernabéu.

- Susto e reação -O francês Zinedine Zidane não tinha o trio "BBC" completo, já que o galês Gareth Bale ainda se recupera de lesão no tornozelo, mas já treina com a equipe e é esperado para o jogo de volta. Para a vaga, o treinador tinha a opção de escalar Lucas Vázques e Isco, mas escolheu o colombiano James Rodríguez, que não entrava em campo há 41 dias.

Do outro lado, o técnico Mauricio Sarri depositava as esperanças sobre o belga Dries Mertens, que tem 16 gols na Serie A e já marcou 4 no torneio europeu. O pequeno atacante de 1,63 m está a dois gols da artilharia do Campeonato Italiano.

Logo no primeiro minuto da partida os merengues testaram o goleiro espanhol Pepe Reina. O português Cristiano Ronaldo conduziu pela direita e cruzou para o francês Karim Benzema, que bateu de canhota. O chute parou na defesa do goleiro.

Aos 8 minutos do primeiro tempo, os visitantes aprontaram pra cima dos comandados de Zidane e abriram o placar com um golaço de Insigne. O eslovaco Marek Hamsik achou um buraco na defesa do Real e lançou o atacante, que percebeu o costa-riquenho Keylor Navas adiantado e arriscou da intermediária.

O gol deu um susto nos donos da casa, mas não tardou muito para o Real recolocar a cabeça no lugar e começar a controlar o meio de campo e a organização das jogadas. A aposta de Zidane em James deu certo e o colombiano participou de todos os gols da equipe.

Dez minutos depois, o Real reagiu e empatou com gol do francês Karim Benzema. Daniel Carvajal recebeu passe do colombiano e levantou a bola na área de trivela. O camisa 9 pulou mais alto que os zagueiros e testou para dentro das redes.

Foi o 51º gol de Benzema na Liga dos Campeões, que o coloca como maior artilheiro do país na história da competição, superando os 50 gols de Thienry Henry.

Depois do empate, os anfitriões começaram a controlar o jogo e pressionar os italianos, que tentavam contra-ataques mas não avançavam muito nas jogadas. O único chute dos italianos no primeiro tempo foi o gol, enquanto os espanhóis assustaram Pepe Reina por pelo menos três vezes.

A quatro minutos do fim da primeira etapa, o português Cristiano Ronaldo puxou jogada pela direita e deixou Benzema na cara do gol para fazer o segundo. O atacante tentou o toque de cobertura, mas Reina fechou o gol e a bola bateu na trave antes de sair.

- Palestra de Maradona -O ex-jogador argentino Diego Maradona, ídolo eterno do Napoli e convidado do clube italiano para assistir o jogo no Bernabéu, foi ao vestiário no intervalo para motivar a equipe italiana, mas o tiro saiu pela culatra.

No segundo tempo, o Real Madrid começou atacando e a virada veio logo aos três minutos. CR7 chamou a responsabilidade e fez a jogada na ponta direita, rolou para trás e o alemão Toni Kroos bateu de chapa para virar a partida.

O craque português ajudou muito o time mas não conseguiu fazer o dele e se aproximar da incrível marca de 100 gols na história competição. O melhor do mundo lidera a disputa de quem vai ser o primeiro a alcançar o centésimo gol na Liga, com 96 gols, contra 93 do argentino Messi.

Aos 9 minutos, o brasileiro Casemiro foi pro ataque e, depois de uma bola mal rifada pela zaga italiana, o volante encheu o pé sem deixar a bola cair e marcou um golaço. O Santiago Bernabéu gritava a plenos pulmões: "Casemiro, Casemiro!!".

A diferença de dois gols tranquilizou os merengues e o Napoli não conseguia encaixar boas jogadas para fazer o segundo gol e melhorar as chances de classificação para o jogo de volta. A partida ficou morna e o juiz apenas esperou o fim do tempo regulamentar para decretar o fim da partida.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo