Esporte

Ancelotti garante que não fará mais gesto ofensivo

24/02/2017 14h40

Berlim, 24 Fev 2017 (AFP) - O italiano Carlo Ancelotti declarou, nesta sexta-feira, que não vai mais mostrar o dedo do meio para ninguém, depois de críticas pelo gesto ofensivo aos torcedores do Hertha Berlim.

"Foi a primeira vez que cuspiram em mim e espero que seja a última. Mas tenho que controlar minha emoções. Errei", admitiu Ancelotti, que venceu três Ligas dos Campeões e dirige o Bayer de Munique.

A Federação Alemã desistiu de multá-lo, ainda que tenha pedido que doe 5.000 euros para uma instituição de caridade.

Ancelotti admitiu ter mandado o dedo do meio para os torcedores, depois que eles supostamente cuspiram no italiano.

Os dirigentes do Bayern apoiaram o treinador. "No fundo, achamos compreensível a reação que levou Ancelotti a fazer esse gesto, para responder à agressão", precisou o clube.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo