Esporte

Fifa suspende dirigente nigeriano por corrupção

AP
Amos Adamu (esq.) foi membro do Comitê Executivo da Fifa Imagem: AP

Da AFP, em Zurique (Suíça)

28/02/2017 14h28

O nigeriano Amos Adamu, ex-membro do comitê executiva da Fifa, suspenso no passado por corrupção, foi novamente punido com dois anos de suspensão pela justiça interna da federação internacional, anunciou nesta terça-feira a entidade.

A suspensão é consequência do processo aberto pela Fifa contra o ex-dirigente em dezembro do ano passado. Adamu vinha sendo investigado desde março de 2015.

O nigeriano foi suspenso por dois anos de qualquer atividade ligada ao futebol "por violação do código de ética" da Fifa. A suspensão é válida a partir de 28 de fevereiro.

Adamu, um dos diversos ex-dirigentes da Fifa envolvido em escândalos de corrupção nos últimos anos, já havia sido suspenso por três anos em novembro de 2010, por suspeita de corrupção na atribuição das sedes das Copas de 2018 e 2022, respectivamente para Rússia e Catar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo