Esporte

Jérôme Valcke recorre ao TAS para contestar suspensão de 10 anos

28/02/2017 14h39

Lausana, Suíça, 28 Fev 2017 (AFP) - O ex-secretário-geral da Fifa, o francês Jérôme Valcke, recorreu ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) para contestar a suspensão de dez anos imposta pela justiça interna da Fifa, anunciou nesta terça-feira o tribunal.

Valcke, 56 anos, ex-diretor de marketing e depois secretário-geral da Fifa, foi condenado em 16 de fevereiro de 2016, em primeira instância pela justiça interna da Fifa, a 12 anos de suspensão de qualquer atividade ligada ao futebol, uma pena reduzida a 10 anos após apelação.

Ex-braço direito de Joseph Blatter, na época presidente da Fifa, também suspenso (8 anos reduzidos a 6 após apelação), Valcke foi afastado do cargo de secretário-geral em 17 de setembro de 2015, após ter sido acusado de participar de um esquema de revenda ilegal de ingressos para a Copa do Mundo-2014.

Valcke "apresentou uma apelação ao TAS contra a decisão da Fifa de suspendê-lo por um período de 10 anos (...) Ele pede que está punição seja retirada definitivamente", explicou o TAS.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo