Esporte

Peru acelera obras para Jogos Pan-Americanos de 2019

02/03/2017 19h34

Lima, 2 Mar 2017 (AFP) - Depois de vários atrasos, Peru acelera as obras para receber os Jogos Pan-Americanos em julho de 2019, já que as infraestruturas precisam estar prontas pelo menos seis meses antes do início das competições.

O comitê peruano (Copal) investiu US$ 900 milhões e quer finalizar as construções em dezembro de 2018. São 22 instalações que serão reformadas, ou construídas, para o torneio, sediado na capital Lima.

Na Vila Esportiva, a mais importante das obras programadas, a preparação do terreno já começou com máquinas do Exército, que adianta em três meses o processo e barateia os custos.

Serão sete edifícios, com 20 andares cada, onde vão morar 9.000 atletas de todas as partes do continente.

O presidente do Copal, Carlos Neuhaus, está otimista para entregar tudo no prazo: "estamos acelerando há tempos. De todas as instalações que precisamos fazer, temos 70% quase prontas".

- AtrasosApesar da empolgação, a Procuradoria peruana informou no fim de fevereiro que observou vários atrasos de execução nos principais projetos, o que gera grave risco para as datas previstas pelos organizadores.

A Vila Pan-Americana está a 13% do processo, quando deveria estar a 25% da conclusão. O Coliseu del Callao e o Complexo Poliesportivo de San Isidro estão a 25%, menos dos 32% previstos para o momento.

No último fim de semana, representantes do Comitê de Coordenação da Organização Esportiva Pan-Americana(Odepa) visitaram a capital e pediram pressa aos organizadores.

"Gostaríamos que apressassem o início das obras. O normal é que tudo esteja pronto pelo menos seis meses antes dos Jogos", falou o vice-presidente da Odepa, Ivar Sisniega.

"É a visita mais satisfatória até o momento. Vimos avanços no planejamento e em preparar tudo para fazer as licitações e construções", elogiou o mexicano.

"Temos algumas instalações prontas, mas precisamos fazer algumas reformas e melhoras", reconheceu Neuhaus.

Lima foi escolhida sede em outubro de 2013. A capital peruana superou Santiago (Chile), Ciudad Bolívar (Venezuela) e La Punta (Argentina).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo