Bayern humilha Arsenal e deixa Wenger com corda no pescoço

07/03/2017 19h05

Londres, 7 Mar 2017 (AFP) - O Bayern de Munique não só administrou a vantagem conseguida na primeira partida como goleou o Arsenal por 5 a 1 e se classificou para as quartas de final da Liga dos Campeões, nesta terça-feira, sob pedidos pela demissão do francês Arsène Wenger pela torcida local.

Os Gunners estavam pressionados pela goleada de 5 a 1 sofrida na Alemanha e precisavam de um milagre para conseguir superar os bávaros em casa. A força do Emirates Stadium jogou a favor e contra, já que a torcida ao mesmo tempo sonhava com a reviravolta histórica e também pedia pela saída do técnico francês.

O treinador comanda o Arsenal desde 1996 e teve muitas glórias com a equipe, sendo imortalizado com um busto de bronze nas instalações do time. Mas a seca de títulos - o último foi a Copa da Inglaterra na temporada 2014/15 - e os maus resultados na Premier League foram a gota d'água na paciência dos torcedores com o técnico.

Antes e durante a partida, a torcida protestou pela saída de Wenger, que ainda trocou farpas com o astro do time, o chileno Alexis Sánchez. O treinador deixou o atacante no banco, na última partida contra o Liverpool, e foi duramente criticado pela decisão.

- Sánchez titular -Os Gunners só melhoraram no jogo depois de Sánchez entrar em campo. Para a decisão contra os alemães, o francês se viu obrigado a começar a partida com chileno.

Os 10 primeiros minutos da partida foram mornos e os alemães dominaram a posse de bola em pleno Emirates Stadium. Aos poucos os Gunners conseguiram melhorar e tiveram a primeira chance clara, mas o goleiro Manuel Neuer apareceu como líbero e afastou o perigo com os pés.

O Arsenal cresceu no jogo e conseguiu aumentar as esperanças na virada com o gol marcado por Theo Walcott, aos 20 minutos do primeiro tempo. O atacante invadiu a área pela direita e encheu o pé, quase sem ângulo. Neuer fechou o canto, mas a bola passou pelo alto. Falha do goleiro alemão, que demorou para reagir à bomba do camisa 14.

Walcott era o melhor em campo dos anfitriões, mas os Gunners se mostravam ansiosos em fazer os gols e falhavam nas escolhas das jogadas. Aos 33 minutos, o atacante inglês quase fez seu segundo gol em jogada muito parecida com o lance que tirou os zeros do placar, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

O polonês Robert Lewandowski teve chance empatar a partida aos 38 minutos, depois de belo passe do holandês Arjen Robben, mas o centroavante pegou mal e mandou pelo lado. O Bayern jogava tranquilo, esperando uma falha dos ingleses para definir a partida.

- Expulsão e nova goleada -Os anfitriões voltaram do intervalo pressionando muito a saída de bola e jogando com bastante intensidade. Para o Arsenal conseguir a classificação o time precisava marcar três gols em apenas 45 minutos e a estrela Sánchez ainda estava sumida em campo.

Enquanto isso, o Bayern segurava a pressão e tentava jogadas no contra-ataque, explorando o talento de Robben, Ribéry e Lewandowski.

Aos nove minutos, o polonês sofreu falta dentro da área e o árbitro marcou o pênalti, que o próprio Lewandowski bateu e fez. No lance, o zagueiro Koscielny levou amarelo e, depois de discutir com o juiz de linha de fundo, foi punido com outro cartão e foi expulso.

Com um jogador a mais, os alemães controlaram a partida e o Arsenal sentiu o baque. Os Gunners mal encostaram na bola e quando tinha a posse não conseguiam trocar passes.

Aos 23 minutos, o goleiro colombiano David Ospina errou na saída de jogo. Robben puxou o ataque, tabelou e saiu na cara do gol para virar a partida. No lance, Sánchez podia ter limpado o perigo, mas perdeu a bola para o craque holandês, que ajeitou o corpo e balançou as redes.

Dez minutos depois, o brasileiro Douglas Costa fez o terceiro em jogada de contra-ataque. O meia recebeu a bola antes do meio de campo, conduziu sozinho até a entrada da área e fez um gol ao melhor estilo Robben, limpando o zagueiro para o meio e batendo cruzado.

Aos 35 minutos, o chileno Arturo Vidal fez o quarto, aproveitando erro na saída de bola da zaga anfitriã. Cinco minutos depois, Vidal fechou a conta recebendo passe de Douglas Costa, depois do belo lançamento de Renato Sanches.

A goleada em casa pode ser o ponto final na passagem de Wenger pelo Arsenal, que foi eliminado pelo Bayern nas últimas quatro vezes que se enfrentaram nas oitavas da competição (temporadas 2004-05, 2012-13, 2013-14 e 2016-17). O time de Londres tem calafrios quando vê o nome do Bayern na Liga dos Campeões e a sina continua.

O sorteio das quartas de final da Liga dos Campeões vai ser realizado na sexta-feira, dia 17 de março, e as partidas vão ser disputadas em abril.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo