Esporte

Suspeito de receber propina em eleição da Rio-16 renuncia a cargo no COI

Rio 2016/Fernando Soutello
Frankie Fredericks carrega tocha no Rio de Janeiro: renúncia após suspeita Imagem: Rio 2016/Fernando Soutello

07/03/2017 08h33

O ex-atleta namíbio Frankie Fredericks, cujo nome apareceu na imprensa francesa associado a suspeitas de corrupção durante o processo de escolha da Rio-2016, anunciou nesta terça-feira sua renúncia da presidência da Comissão de Avaliação dos Jogos Olímpicos de 2024 no Comitê Olímpico Internacional (COI).

"Renuncio ao meu posto de presidente da Comissão de Avaliação dos Jogos de 2024, já que é essencial que o trabalho importante feito por meus colegas seja considerado realizado de maneira justa e imparcial", declarou Fredericks, em um comunicado transmitido à AFP.

"Paris e Los Angeles apresentam duas candidaturas fantásticas e não quero ser um elemento perturbador nesta grande competição", acrescentou Fredericks.

Membro do COI desde 2012, o ex-campeão mundial dos 200 metros acrescenta que não participará da votação para a designação da cidade organizadora dos Jogos de 2024, em setembro em Lima.

Na segunda-feira, a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) havia anunciado, por sua vez, que Fredericks havia sido substituído no seio do grupo de trabalho da instância sobre a reintegração do atletismo russo acusado de doping institucionalizado.

Em um artigo publicado no sábado, 4 de março, o jornal francês Le Monde afirmou que Frankie Fredericks recebeu um pagamento de US$ 299.300 no dia da atribuição dos Jogos Olímpicos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) ao Rio, em 2 de outubro de 2009 em Copenhague.

O ex-velocista afirma que a entrega de dinheiro foi feita "em conformidade com um contrato fechado em 11 de março de 2007" "por serviços realizados entre 2007 e 2011" e que o pagamento "não está relacionado aos Jogos Olímpicos".

Este pagamento era procedente da sociedade do filho do ex-presidente da IAAF Lamine Diack, Papa Massata Diack. Este último é acusado de ter recebido US$ 1,5 milhão do empresário brasileiro Arthur Cesar de Menezes Soares Filho três dias antes da votação.

COI aceita renúncia

Em nota em seu site oficial, o Comitê Olímpico Internacional (COI) comunicou que aceitou o pedido de renúncia Frankie Fredericks do comitê. O secretário-geral da Federação Internacional de Basquetebol (FIBA), Patrick Baumann, foi indicado para assumir a presidência a Comissão de Avaliação do COI para os Jogos Olímpicos de 2024.

O comunicado ainda diz que a comissão executiva do COI reuniu-se para discutir as alegações no processo iniciado pelas autoridades judiciárias francesas contra Lamine Diack e seu filho, Papa Massata Diack, "O COI reitera o seu empenho total em cooperar com as autoridades judiciárias francesas", diz o texto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo