Esporte

Simeone e sua "temporada difícil" encaram Bayer Leverkusen

14/03/2017 15h48

Madri, 14 Mar 2017 (AFP) - O desgaste começa a rondar Diego Simeone, o técnico argentino garante viver uma "temporada difícil" no Atlético de Madri, mas confia na classificação pela quarta vez consecutiva às quartas de final da Liga dos Campeões, na quarta-feira contra o Bayer Leverkusen (vitória por 4 a 2 na ida).

Antes da chegada de Simeone em 2011, os Colchoneros tinham fama de 'amarelões', mas com o argentino o Atlético começou a jogar de igual para igual com Real Madrid e Barcelona, chegando a duas finais de Champions, em 2014 e 2016, em ambas as vezes perdendo para o rival Real.

Nesta temporada, o clube vem sofrendo com uma certa falta de sorte e uma série de lesões: o acidente doméstico do capitão Gabi, o traumatismo craniano de Fernando Torres, os problemas judiciais do zagueiro francês Lucas Hernández...

Isso sem esquecer a proibição de contratar novos jogadores imposta pela Fifa, da qual o clube recorreu ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) e espera uma decisão final na primavera.

"Não está sendo uma temporada fácil", reconheceu o técnico argentino, que, contudo, afirmou que "é a mais linda de todas, porque se conquistarmos nosso objetivo com todas as dificuldades, será um ano magnífico".

Em meio à tormenta, a equipe de Simeone soube não se abalar. Atualmente, ocupa a 4ª colocação da Liga Espanhola, que vale a classificação à fase preliminar da próxima Champions.

Mas nada e certo, já que o terceiro colocado Sevilla parece difícil de complicar, enquanto Villarreal (5º) e Real Sociedad (6º) estão próximos.

- Menos regularidade -"É a temporada mais difícil para entrar na Champions", garantiu Simeone".

"Tivemos uma queda na regularidade e as outras equipes melhoraram. Até o final, teremos que correr e trabalhar muito para alcançar os objetivos", insistiu.

Ao longo de uma campanha de altos e baixos, a imprensa espanhola acredita ter percebido um desgaste na ferrenha garra Colchonera que fez tremer a Europa nos últimos anos.

"Aparecem uns primeiros sinais de esgotamento da fórmula. O comando de Simeone, que levantava um dedo e todos respondiam como pupilos, começa a ser colocado em dúvida", escreveu Alfredo Relaño, diretor do diário esportivo AS.

Menos intenso na defesa, menos coletivo no ataque e mais dependente de lampejos de Antoine Griezmann, o Atlético assusta menos.

"Este ano temos jogadores diferentes, jogadores mais jovens e tudo isso leva um tempo", se defendeu Simeone, garantindo que, apesar de ter atacantes mais técnicos, o estilo da equipe é o mesmo.

- Futuro -De fato, o clube madrilenho segue sendo capaz de complicar a vida de qualquer equipe em jogos de mata-mata, como o Barcelona, que sofreu para se classificar à final da Copa do Rei, vencendo o Atlético após duas partidas parelhas (2-1, 1-1).

A pergunta que paira no ar é: será Simeone capaz de manter seus jogadores confiantes e motivados por muitos anos? A resposta a esta pergunta dependerá do resultado da temporada para o Atlético, assim como o futuro do técnico.

Cheio de dúvidas após a derrota na final da Champions em maio de 2016, Simeone optou por continuar no Atlético, mas sua decisão de diminuir o contrato de 2020 para 2018 alimentou algumas preocupações na torcida Colchonera, ao mesmo tempo que alimentou as esperanças de outros clubes europeus.

O técnico argentino garantiu que seguirá no clube no ano que vem para inaugurar o novo estádio de 70.000 lugares que o Atlético está construindo no leste de Madri.

Enquanto isso, Siemone precisa mostrar que segue sendo o homem forte do banco de reservas do Atlético, começando pela partida de volta da Liga dos Campeões contra o Bayer Leverkusen.

Apesar do clube alemão visitar o Vicente Calderón sem muitos de seus titulares, o Atlético também deverá lidar com as baixas de Filipe Luis e Gabi (suspensos) e as dúvidas em relação às presenças de Kevin Gameiro e Fernando Torres (lesionados).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo