Esporte

Ex-dirigente do COI pede "revisão radical" das candidaturas olímpicas

29/03/2017 19h26

Londres, 29 Mar 2017 (AFP) - O processo das candidaturas das cidades interessadas em organizar os Jogos Olímpicos precisa de uma "revisão radical", explicou nesta quarta-feira à AFP Michael Payne, ex-diretor de marketing do Comitê Olímpico Internacional (COI), que considera que o sistema atual está "morto".

"O processo das candidaturas como conhecemos está morto. Acredito que todos os processos dos grandes eventos esportivos precisam de uma revisão radical, assim como a maneira de compreender a organização (destes eventos)", explicou o britânico de 59 anos.

"Até pouco tempo atrás, as promessas sobre o orçamento não eram estudadas com ênfase, mas o mundo das redes sociais em que vivemos colocou isso no microscópio", afirmou Payne, que deixou o COI em 2004 para ocupar uma função similar na Fórmula 1.

"Todo mundo precisa fazer um trabalho melhor para explicar os Jogos. Não é que o produto final esteja estragado, as audiências (televisivas) nos Jogos do Rio foram mais fortes do que nunca", continuou.

Sobre Paris e Los Angeles, que disputam o direito de sediar os Jogos de 2024, Payne explicou que a candidatura californiana conta com um grande respaldo da população, o que pode pesar a seu favor.

"O apoio para Los Angeles é de 85%, porque existe ainda a lembrança de 1984 e o que significou para a cidade", concluiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo