Esporte

A conta pendente de Dani Alves

10/04/2017 15h53

Milão, 10 Abr 2017 (AFP) - O lateral-direito da seleção brasileira Daniel Alves é famoso por acreditar até o fim em seus ideais, que ele defende custe o que custar.

Nessas quartas de final da Liga dos Campeões, a Juventus apostará nesse espírito para derrotar uma equipe que foi, durante oito temporada, a casa do lateral brasileiro: o Barcelona.

Dani Alves viveu no Camp Nou uma época dourada, regada de títulos e noites memoráveis que o converteram no segundo jogador mais laureado do continente, atrás apenas do lendário Paolo Maldini.

Com a camisa do clube catalão, o brasileiro conquistou seis Campeonatos Espanhóis, três Ligas dos Campeões, três Supercopas da Europa e três Mundiais de Clubes, entre outros títulos.

Mas os constantes rumores sobre sua saída, que surgiam a cada pré-temporada, acabaram "cansando" Daniel Alves, reconheceu o jogador em declarações ao site da Fifa e publicadas nesta segunda-feira.

"Eu não me sentia tão à vontade no Barça. As coisas a nível de clube já não eram mais as mesmas. O tempo passava e sempre apontavam para mim e falavam: 'Dani é quem tem que sair'. Isso me cansou um pouco", explicou o jogador, titular na equipe catalã que venceu a Juventus por 3 a 1 na final da Champions, em 2013.

Daniel Alves não poupou de críticas a direção do Barcelona em fevereiro, em entrevista ao jornal espanhol ABC.

"Os que comandam o Barcelona hoje não têm ideia de como tratar seus jogadores. Eu gosto que me queiram, e se não me quiserem, vou embora. Sair do Barcelona de graça foi um tapa com classe", afirmou.

- "É claro que eles têm saudade de mim" -O lateral-direito reconheceu, contudo, que "no início foi um pouco estranho" vestir a camisa da Juve, "mas eu sou um pessoa muito inquieta e viver novas experiências é o que eu mais gosto".

Mesmo assim, Dani Alves garantiu que seus ex-companheiros de Barça ainda sentem sua falta. "É claro que sentem. Acho que gostavam de mim, não só como profissional, como jogador de futebol, mas como alguém que deixava o ambiente agradável, que fazia com que cada jogo fosse diferente, com uma dança nova, uma música nova", explicou.

"Eu colocava a alegria no vestiário. Eu conversei com eles e me disseram que sentem falta desse meu lado do que qualquer coisa", continuou o brasileiro.

Mas tudo isso acabou no ano passado, quando decidiu se transferir para a Juventus. Agora, só pensa em ganhar o confronto contra o Barça.

"Alves é um campeão nato, um cara entusiasmado que já ganhou tudo", declarou o técnico da equipe de Turim, Massimiliano Allegri, após a partida de ida das oitavas de final contra o Porto, uma vitória por 2 a 0, com gol de Daniel Alves.

"Fazer o que ele tem feito vindo de lesão só mostra seu profissionalismo", continuou o técnico, que nos sábado mandou uma mensagem aos torcedores pela rede social Twitter.

Allegri pediu à torcida que encare o duelo contra o Barça "com calma, sem medo e sendo conscientes de quem somos".

Para jogar sem medo, precisarão da felicidade e irreverência de Dani Alves, que se vingou da diretoria catalã ao deixar o clube de graça e agora tenta vencer onde mais dói: no campo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo