Esporte

Com 3 gols de CR7, Real elimina Bayern e vai às semis da Champions pela 7ª vez seguida

18/04/2017 18h44

Madri, 18 Abr 2017 (AFP) - O Real Madrid se classificou às semifinais da Liga dos Campeões ao vencer por 4 a 2 na prorrogação (6-3 no placar agregado) o Bayern de Munique, nesta terça-feira na partida de volta das quartas de final da competição, com direito a três gols de Cristiano Ronaldo.

O português empatou o jogo em 2 a 2 ao dominar no peito um passe de Sergio Ramos e chutar colocado (105 minutos), antes de fazer o 3 a 2 aproveitando a generosidade de Marcelo, que fez linda jogada e o deixou livre para finalizar sem goleiro (111). Esses dois gols fizeram CR7 superar a marca de 100 gols na competição (chegou a 101).

Marco Asensio selou a vitória espanhola no fim da prorrogação, na qual o Real jogou com um jogador a mais após a expulsão do chileno Arturo Vidal (85).

Antes da prorrogação, Robert Lewandowski abriu o placar para o Bayern em cobrança de pênalti sofrido por Arjen Robben (52), antes de Cristiano Ronaldo empatar o jogo em 1 a 1 de cabeça (76) e Sergio Ramos recolocar o Bayern em vantagem com um gol contra (78).

A vitória coloca a equipe merengue nas semifinais da Champions pela sétima vez consecutiva, um recorde na história da competição.

- Real mostra força -Para reverter o resultado negativo da partida de ida, o objetivo dos comandados de Carlo Ancelotti era claro: repetir o bom primeiro tempo do jogo em Munique e apostar na presença do recuperado Lewandowski para buscar um resultado que valeria a classificação aos bávaros.

O plano do Bayern até deu certo nos primeiros minutos. Robben e Ribery, abertos pelas pontas, encontravam espaços para armar as jogadas e confundir a marcação merengue.

Aos 8, o atacante francês invadiu a área pela esquerda, e chutou cruzado, mas a zaga afastou. No rebote, Robben ficou com a bola dentro da pequena área e soltou o pé, mas acertou a rede pelo lado de fora.

Esse domínio alemão do jogo não durou muito. O Real, com o meio de campo reforçado com Isco, que foi titular no lugar do lesionado atacante Gareth Bale, parou de dar espaços para o Bayern e começou a tomar conta do jogo, criando as melhores chances de abrir o placar.

Aos 23, Marcelo, muito acionado pelo lado esquerdo, cruzou na medida para Benzema cabecear livre de dentro da pequena área, mas a bola saiu por pouco.

Aos 27, Isco chutou prensado e a Neuer defendeu no susto. A bola foi parar no pé de Sergio Ramos na marca do pênalti. O zagueiro chutou forte, mas Boateng salvou em cima da linha.

Pouco antes do intervalo, ainda deu tempo de Cristiano Ronaldo tentar deixar o dele, após ótima jogada de Marcelo. O português invadiu a área e chutou de canhota, por cima do gol de Neuer.

- CR7 salva -Após o intervalo, e apesar da fraca atuação no primeiro tempo, Ancelotti optou por continuar com o mesmo time que sofreu para criar chances de gol.

A bronca, porém, deve ter sido boa, porque o Bayern voltou com outra atitude, marcando com agressividade no campo do Real e buscando o gol sem descanso.

Aos 5 minutos, Marcelo precisou mostrar toda sua inteligência para salvar o Real, lendo o ataque do Bayern com perfeição e aparecendo em cima da linha par tirar de cabeça uma finalização de Robben que encobria o goleiro Kaylor Navas.

No minuto seguinte, porém, outro brasileiro do Real, o volante Casemiro, não teve a mesma inteligência do compatriota e colega de seleção, derrubando de maneira inocente Robben dentro da área merengue. O juiz deu pênalti.

Na cobrança, Lewandowski não enfeitou, chutou no meio do gol e marcou seu 8 gol em 9 jogos nessa Liga dos Campeões.

Precisando de apenas um gol para ficar com a vaga nas semifinais, o Bayern continuou pressionando o Real. Dono da posse de bola, o clube bávaro não deixou os donos da casa respirar.

Mas, para azar do Bayern, Casemiro, vilão do Real no gol alemão, se redimiu com categoria do erro.

Aos 31 minutos o volante roubou bola no meio de campo, sofreu falta de Vidal, mas conseguiu se manter em pé, levantou a cabeça e cruzou na medida para Cristiano Ronaldo, sumido no jogo, empatar o jogo de cabeça.

A tranquilidade madrilenha durou pouco. No lance seguinte, Sergio Ramos se atrapalhou com Lewandowski na área e acabou chutando a bola para as próprias redes.

O 2 a 1 para o Bayern levava a decisão da vaga nas semifinais para a prorrogação, que prometia fortes emoções.

O árbitro, porém, resolveu interferir na bela e bem jogada partida, expulsando Vidal por uma falta que o chileno não cometeu, a cinco minutos para o fim do tempo regulamentar.

Com um jogador a mais, não houve jeito do Bayern segurar o Real na prorrogação.

Cristiano Ronaldo, em posição de impedimento, fez o 2 a 2 que já valia a classificação para o Real, antes de marcar seu terceiro gol na partida, o terceiro do time merengue, aproveitando jogada sensacional de Marcelo, que o deixou na cara do gol.

Sem forças para reagir, o Bayern foi presa fácil para o Real nos minutos finais e Asensio, que entrou no lugar de Karim Benzema, fechou a conta, driblando Boateng e batendo cruzado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo