Esporte

Com arbitragem polêmica, Grêmio é derrotado por Deportes Iquique na Liberatadores

03/05/2017 21h28

Santiago, 4 Mai 2017 (AFP) - Precisando apenas de um empate para garantir a classificação às oitavas de final da Copa Libertadores, o Grêmio foi derrotado de virada por 2 a 1 pelo Deportes Iquique, nesta quarta-feira no Chile, e terá que esperar pela última rodada para selar a vaga nas oitavas da competição.

O Grêmio foi melhor durante boa parte do jogo e chegou a abrir o placar aos 19 minutos de jogo com o paraguaio Lucas Barrios, mas viu o time chileno virar com Bielkiewecz, de pênalti aos 21, e Diego Torres, aos 3 minutos do segundo tempo.

Nos dois lances que resultaram em gols chilenos, os jogadores do Grêmio reclamaram das discutíveis marcações do árbitro, um pênalti e uma falta na entrada da área no mínimo polêmicos.

Com o resultado, o Tricolor segue na liderança do grupo 8 da Libertadores com 10 pontos, mas viu o Deportes Iquique se aproximar a um ponto de distância, agora na segunda colocação.

O terceiro lugar pertence ao Guaraní, do Paraguai, que entra em campo nesta quinta-feira par enfrentar o lanterninha Zamora, da Venezuela, e pode igualar em pontos com o Grêmio em caso de vitória, embolando de vez a chave.

Na última rodada, os comandados de Renato Gaúcho enfrentarão o já eliminado Zamora na Arena, em Porto Alegre, enquanto o Iquique visitará o Guaraní em Assunção.

- Pênalti polêmico -Eliminado do Campeonato Gaúcho nas semifinais pelo modesto Novo Hamburgo, os comandados do técnico Renato Gaúcho não tiveram outra opção a não ser focar totalmente na Libertadores para calar as críticas e garantir com antecedência a vaga nas oitavas de final da competição.

Para isso, Renato Gaúcho pôde contar com praticamente sua força máxima, com exceção do meia equatoriano Miller Bolaños, lesionado.

Muito superior tecnicamente, o Tricolor não demorou para mostrar sua força sobre um Deportes Iquique que precisava vencer o jogo para não ser eliminado precocemente da briga pela classificação.

Aos 5 minutos, em sua primeira boa trama ofensiva, o Grêmio chegou perto de abrir o placar. Michel recebeu pela esquerda e cruzou na medida para Lucas Barrios pegar de cabeça e mandar a bola no travessão. O atacante paraguaio, porém, estava impedido e o árbitro anulou o lance.

Na segunda chance, Barrios não desperdiçou.

Aos 19 minutos, Luan cobrou escanteio e Kannemann apareceu para desviar de cabeça. A bola foi parar na segunda trave, onde Barrios esperava para pegar de sem pulo e abrir o placar.

Apesar da clara superioridade, o Grêmio não teve tempo de comemorar o gol e, em seu primeiro ataque de qualidade, o Iquique criou a chance de empatar.

No lance, aos 21 minutos, Dávila arriscou de longe e Grohe espalmou. No rebote, o próprio lateral chileno tentou cabecear a bola, mas Ramiro chegou afastando o perigo com um chute imprudente que passou perto da cabeça do adversário. O árbitro exagerou ao assinalar pênalti.

Na cobrança, Bielkiewecz colocou no cantinho de Grohe, que nem apareceu na foto.

Apesar da indignação com a marcação do árbitro, o Grêmio não perdeu o controle das emoções e teve chance de voltar a mandar no marcador com o próprio Ramiro, que cabeceou de dentro da pequena área com muito perigo um cruzamento de Luan, aos 32. Bryan Cortéz defendeu em dois tempos.

- Iquique vira -No segundo tempo, o árbitro voltou a errar contra o Grêmio e, novamente, isso custou caro ao Tricolor.

Aos 3 minutos, Reynero recebeu na entrada da área e se jogou quando Pedro Rocha deu o bote.

Na falta, Diego Torres cobrou com perfeição, sem chances para Grohe, que pulou na bola mas não alcançou. Virada do Iquique.

Com a desvantagem no placar, Renato Gaúcho não pensou duas vezes e tirou o meia Jaílson para colocar o rápido atacante Fernandinho, no claro objetivo de buscar o empate e a classificação antecipada a qualquer custo.

Com Fernandinho na ponta e Arthur pelo meio, o Grêmio encontrou a velocidade necessária para romper as linhas defensivas do Iquique, mas pecava nas finalizações.

Aos 19, Luan recebeu na entrada da área e mandou uma bomba. A bola passou raspando pela trave, assustando o goleiro Cortéz.

Apesar do domínio da posse de bola, faltou ao Grêmio mais agressividade para definir e, nos minutos finais, Renato Gaúcho tentou a última cartada, tirando o volante Michel para a entrada de Everton. Mas, mesmo com três atacantes, a melhor chance de empatar veio em outra cobrança de escanteio, aos 40 minutos.

No lance, Léo Moura cobrou e a bola foi desviada no primeiro poste. Assim como no gol do Grêmio, a bola sobrou para Barrios, mas, desta vez, o paraguaio não pegou bem na bola e Cortéz defendeu.

am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo