Esporte

Atlético-PR e San Lorenzo vencem e avançam na Libertadores; Fla eliminado

18/05/2017 00h31

Buenos Aires, 18 Mai 2017 (AFP) - O Atlético Parananense arrancou uma vitória de virada por 3 a 2 sobre a Universidad Católica, nesta quarta-feira no Chile, e se classificou às oitavas de final da Copa Libertadores, enquanto o Flamengo foi derrotado pelo San Lorenzo na Argentina por 2 a 1 e deu adeus à competição.

Precisando apenas de um empate para avançar ao mata-mata da competição, o Flamengo viu o San Lorenzo virar nos acréscimos, assumir a liderança de uma chave repleta de reviravoltas e se juntar ao Furacão na próxima fase.

Ao fim da disputa do Grupo 4, o San Lorenzo, time do papa Francisco, conseguiu um verdadeiro milagre: tido como praticamente eliminado após começar a campanha na Libertadores com duas derrotas e um empate, somou a terceira vitória consecutiva e chegou a 10 pontos, mesma pontuação do Atlético Paranaense, que levou a pior no saldo de gol (0 contra -1), mas ficou com a segunda vaga da chave.

O Flamengo, favorito à classificação, terminou mais uma campanha decepcionante a nível continental com a terceira colocação, somando 9 pontos com três vitórias em casa e três derrotas fora e terá que se contentar com a vaga na Copa Sul-Americana. A Universidad Católica, com 5 pontos, foi a lanterninha.

- Acréscimos fatais -Sem poder contar com o craque do time, o meia Diego, que se recupera de lesão no joelho, o técnico Zé Ricardo optou por colocar o habitual atacante Gabriel no meio de campo, apostando no poder de recomposição do jovem jogador.

Com isso, Paolo Guerrero teve a companhia de Everton e de Berrío no tridente ofensivo.

Como era de se esperar, o San Lorenzo, que precisava desesperadamente da vitória para se classificar às oitavas de final, começou o jogo a mil por hora, pressionando a saída de bola do Flamengo.

O alvo escolhido do time de Almagro era a lateral-esquerda do Flamengo, onde Trauco sofria para acompanhar a movimentação dos atacantes argentinos.

A pressão inicial rendeu ao San Lorenzo duas faltas perigosas na entrada da área, aos 3 e 8 minutos, assustando o goleiro Muralha.

Em seu primeiro bom ataque, o Flamengo conseguiu inverter completamente o panorama do jogo.

Aos 14 minutos, Everton e Guerrero armaram contra-ataque, tabelaram na entrada da área e o peruano foi travado na hora do chute. No escanteio que seguiu, a bola sobrou para Rodinei na entrada da área e o lateral pegou de primeira, mandando a bola no cantinho do gol de Navarro, que não alcançou.

No segundo tempo, os argentinos encontraram dificuldade para passar pela forte marcação do Flamengo e começaram a apostar no famoso 'chuveirinho' na área carioca.

A estratégia deu certo, mais pela atitude covarde do Fla do que pela qualidade do San Lorenzo.

Totalmente acuado, o Fla viu o o San Lorenzo empatar aos 28 com o zagueiro Angeleri, de cabeça.

Nos minutos finais, se defendendo apenas no chutão, o Fla foi castigado de vez: após pipocar na área carioca, Belluschi matou no peito e mandou a bomba, protagonizando um milagre em Almagro e mais uma eliminação na fase de grupos para o Fla, a terceira consecutiva (2012, 2014, 2017).

- Atlético heroico -Já em Santiago, o Atlético Paranaense, em péssima fase na Libertadores, na qual vinha de derrota por 3 a 0 para o San Lorenzo em casa, e no Brasil, onde perdeu o Campeonato Paranaense para o arquirrival Coritiba e foi goleado pelo Bahia (6-2) pelo Bahia, precisava vencer para não depender de outros resultados.

Mas tudo parecia ir por água abaixo quando, aos 28 minutos de jogo, o argentino Santiago 'El Tanque' Silva marcou para a Católica, num chute de bico da entrada da área.

Se vendo eliminado, o Furacão partiu para cima no segundo tempo e chegou à classificação heroica com três gols de jogadores que saíram do banco de reservas.

O empate veio com Eduardo da Silva, que marcou aos 30 minutos de cabeça em cruzamento da esquerda de Carlos Alberto. Sete minutos depois, Douglas Coutinho fez o segundo, em jogada de velocidade para tirar do goleiro.

Os Deuses do futebol, porém, queriam emoção e a Católica acabou momentaneamente com a festa paranaense ao empatar o jogo com o argentino Noir dois minutos depois, aos 39.

O resultado voltava a classificar Flamengo e San Lorenzo, que empatavam em Buenos Aires.

Dois minutos depois, o desespero da torcida atleticana se transformou em euforia, quando Carlos Alberto acertou um chutaço da entrada da área, selando de vez a vaga do Furacão nas oitavas e eliminando o Flamengo da competição.

am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo