Esporte

Los Angeles disposta a sediar Jogos Olímpicos de 2028

07/06/2017 17h51

Los Angeles, 7 Jun 2017 (AFP) - O presidente da Los Angeles-2024, Casey Wasserman, admitiu nesta quarta-feira pela primeira vez que a cidade americana, que concorre com Paris para sediar os Jogos Olímpicos, estaria disposta a organizar a edição de 2028 do evento, num momento em que o COI estuda a possibilidade de uma dupla atribuição.

"Para falar de maneira clara, a candidatura LA-2024 nunca foi somente a respeito de Los Angeles e somente a respeito de 2024", explicou Wasserman em nota.

"Queremos dizer claramente ao COI e à comunidade mundial do esporte que a prioridade de Los Angeles não é ela mesma. Pelo contrário, estamos concentrados no movimento olímpico e no mundo", continuou o presidente do comitê norte-americano, a três dias da reunião da comissão executiva do COI, em Lausana, na Suíça.

A revista britânica Inside the Games, especializada na cobertura do movimento olímpico, interpretou a nota divulgada pelo comitê americano como "o reconhecimento da derrota de Los Angeles diante de Paris para os Jogos de 2024", o que a LA-2024 rapidamente negou.

"Los Angeles é a cidade ideal para acolher os Jogos de 2024 e para ser parceira do movimento olímpico. LA não concedeu nada na disputa pelos Jogos-2024", respondeu.

- Sem ultimato -Paris-2024 adiantou que não irá comentar as declarações da organização americana.

A comissão executiva do COI analisará nesta sexta-feira o relatório de seu grupo de trabalho, encarregado de estudar a possibilidade de uma dupla atribuição para os Jogos de 2024 e 2028.

Vista com bons olhos pelo presidente do COI, Thomas Bach, essa dupla atribuição pouparia à entidade olímpica, confrontada com uma penúria de cidades-sedes devido à hostilidade das populações locais, perder uma candidatura de qualidade, Paris ou Los Angeles, em caso de derrota para sediar os Jogos de 2024.

"Quando a questão da dupla atribuição para 2024 e 2028 foi levantada pela primeira vez, não falamos 'LA primeiro' ou 'é agora ou nunca', o que daria um tom de ultimato", explicou Wasserman, referindo-se à candidatura Paris-2024, que teve seu co-presidente Tony Estanguet declarar em março: "É agora ou nunca para Paris".

"Poderíamos ter usado essa estratégia, mas não o fizemos, porque achamos que seria presunçoso de nossa parte dizer ao COI como deve pensar", continuou o dirigente americano.

Na semana passada, o jornal econômico americano Wall Street Jornal, citando fontes próximas ao relatório, afirmou que o COI estaria próximo de um acordo com as duas cidades para atribuir de uma só vez os Jogos Olímpicos de 2024 a Paris e a edição 2028 a Los Angeles.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo