Esporte

Fifa pode punir Qatar por expor símbolos políticos em jogo

Ibraheem Al Omari/Reuters
Jogadores da seleção do Qatar vestem camisetas com imagens do Emir Sheikh Tamim Bin Hamad Al-Thani antes de partida contra a Coreia do Sul pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 Imagem: Ibraheem Al Omari/Reuters

Da AFP, em Doha

13/06/2017 20h28

A seleção do Qatar se expôs à possíveis punições disciplinares da Fifa nesta terça-feira, depois de demonstrar apoio ao Emir do país durante o aquecimento para o jogo contra a Coreia do Sul, pelas eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo de 2018.

Os jogadores entraram em campo vestindo camisetas brancas com o rosto do Emir Sheikh Tamim bin Hamad Al-Thani, uma imagem que suscita desconfiança desde o início da crise política da região.

O meia Hasan Al-Haydos mostrou a camiseta outra vez, depois de abrir o placar do jogo.

A Fifa proíbe toda mensagem política, religiosa ou comercial nas roupas dos jogadores.

O Qatar, que deve organizar o Mundial de 2022, está no centro de uma grande crise desde que a Arábia Saudita cortar relações com Doha, acusada de apoiar o terrorismo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo