Esporte

Morre mulher ferida em confusão com torcedores da Juventus em Turim

16/06/2017 06h18

Roma, 16 Jun 2017 (AFP) - Uma mulher de 38 anos, que estava em coma desde o movimento de pânico que deixou mais de 1.500 feridos em 3 junho na cidade italiana de Turim, faleceu, anunciou o hospital no qual ela estava internada.

"Qualquer palavra seria supérflua. Em meu nome e no da cidade, expresso minhas condolências pela morte de Erika", escreveu no Twitter a prefeita de Turim, Chiara Appendino, antes de informar que o dia do funeral será uma data de luto público.

A vítima, que morava ao norte de Turim, perto da fronteira com a Suíça, viajou à capital piemontesa com o namorado, torcedor da Juventus, para assistir em um telão a final da Liga dos Campeões, na qual o clube italiano foi goleado por 4-1 pelo Real Madrid.

Nos minutos finais da partida, uma explosão de fogos de artifício e os rumores sobre uma bomba provocaram um movimento de pânico na praça San Carlo, no centro da cidade, onde 30.000 pessoas estavam reunidas.

A maior parte dos 1.527 feridos sofreu ferimentos leves, mas sete pessoas foram internadas, três delas em estado grave, incluindo um menino de sete anos que passou alguns dias em coma, mas se recuperou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo