Esporte

'Terremoto Cristiano Ronaldo' abala Copa das Confederações

20/06/2017 16h18

Kazan, Rússia, 20 Jun 2017 (AFP) - Apesar do epicentro estar localizado a mais de 4.000 km de distância, o 'terremoto Cristiano Ronaldo' segue abalando a Copa das Confederações, nesta terça-feira, véspera da segunda rodada, na qual haverá os duelos Rússia-Portugal e México-Nova Zelândia.

Nesta mesma terça, as autoridades judiciais espanholas anunciaram que Cristiano Ronaldo foi convocado para depor em 31 de julho, investigado por suposta fraude fiscal de 14,7 milhões de euros em pagamentos de direitos de imagem.

O caso, segundo a imprensa portuguesa, teria irritado o jogador, que se considera inocente e estaria disposto a deixar o Real Madrid, ao considerar que o clube fez pouco parar defendê-lo perante à Receita Federal e à imprensa espanhola.

Mas, enquanto se prepara com a seleção em Moscou para o confronto contra a anfitriã Rússia, Cristiano Ronaldo não se manifestou sobre o tema.

Desde a semana passada, só há uma resposta no elenco luso quando a pergunta menciona os problemas extracampo do craque: "Motivado, concentrado e exemplar" são os adjetivos usados por quem quer que esteja à frente dos microfones.

Nesta terça-feira foi a vez do técnico Fernando Santos e do zagueiro Pepe, um dos melhores amigos de CR7, serem alvos dos questionamentos da imprensa.

"Cristiano está como sempre, supermotivado para chegar o mais longe possível com Portugal", declarou Pepe diante das mais de 30 câmeras de veículos da imprensa de todo o mundo.

Já o técnico foi mais evasivo: "Amanhã temos uma partida muito importante e todos os jogadores estão concentrados nesse jogo contra a Rússia. Cristiano também".

Na semana passada, Santos repetiu com veemência que colocava "a mão no fogo" por seu craque e pediu que não o perguntassem mais sobre o assunto.

- Russos falam de CR7 -Até o rival desta quarta-feira, a Rússia, não escapou do 'terremoto Ronaldo'.

As incessantes perguntas sobre se os problemas extracampo irão afetar o quatro vezes melhor do mundo irritaram o técnico da seleção russa, Stanislav Cherchesov.

"Esta é uma entrevista de futebol, por isso só respondo perguntas sobre futebol. Sei lá se alguém vai ser influenciado sobre algum assunto. O Smolov também não quer falar sobre rivalidade com Cristiano, nós temos que nos concentrar no futebol e no nosso time", reclamou o técnico.

Já o atacante Fyodor Smolov, artilheiro dos últimos dois Campeonatos Russos, deixou o ar da coletiva mais leve ao brincar com os jornalistas, que lhe perguntaram se poderia ser comparado a Cristiano Ronaldo.

"Tem certeza que essa pergunta é pra mim? Ninguém consegue concorrer com Cristiano, é difícil ter algum jogador desta categoria. Não acho adequado ser comparada a ele", brincou.

O atacante voltou a mostrar senso de humor quando perguntado qual jogador trocará de camisa com o português: "Acho que o time vai fazer uma fila para trocar de camisa, mas eu não serei um deles", concluiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo