Esporte

México elimina Rússia e vai às semis da Copa das Confederações

24/06/2017 14h47

Kazan, Rússia, 24 Jun 2017 (AFP) - O México sofreu, mas conseguiu derrotar de virada a Rússia por 2 a 1, neste sábado em Kazan, pela terceira rodada do Grupo A da Copa das Confederações, e se classificou às semifinais da competição, enquanto a anfitriã foi eliminada.

Alexander Samedov abriu o placar para os russos aos 25 minutos de jogo, mas Néstor Araujo, cinco minutos depois, e Hirving Lozano -eleito melhor jogador da partida-, aos 7 do segundo tempo, deram a vitória ao México.

Na tabela, o México terminou na segunda colocação do grupo com os mesmos 7 pontos de Portugal, mas com pior saldo de gol (+2 contra +5), já que Cristiano Ronaldo e companhia golearam por 4 a 0 a já eliminada Nova Zelândia na outra partida do dia.

A Rússia terminou o jogo com um jogador a menos, após a expulsão de Yury Zhirkov aos 23 minutos do segundo tempo por uma cotovelada em Miguel Layún.

No México, Andrés Guardado recebeu um cartão amarelo que o impedirá de disputar as semifinais, enquanto Diego Reyes sofreu uma lesão muscular, sendo substituído por Luis Reyes.

Acostumada a sofrer, a seleção mexicana só venceu de virada nesta Copa das Confederações. Pelo terceiro jogo consecutivo começou o jogo perdendo e precisou remar contra a corrente para buscar um placar favorável.

Diferentemente das duas primeiras rodadas, quando foi buscar os placares graças a um nível de jogo superior ao adversário, neste sábado a seleção mexicana chegou ao empate numa cabeçada sem querer de Araujo, que tentava tocar para um companheiro, mas acabou encobrindo o goleiro russo.

No segundo tempo, a Rússia tomou a iniciativa do jogo e foi superior, mas o México voltou a aproveitar a chance que apareceu. O gol da virada veio num erro do goleiro russo Ikgor Akinfeev, que se adiantou para tentar cortar um chutão pra frente da zaga mexicana, chegou atabalhoado na dividia com Lozano e viu o mexicano marcar de cabeça da entrada da área.

- VAR faz a diferença -Jogando em casa diante de mais de 40.000 torcedores, a Rússia entrou em campo motivada e sabendo que somente a vitória interessava no objetivo de alcançar às semifinais da competição.

Tanto Alexsandr Golovin como Zhirkov faziam jus às palavras do técnico do México, Juan Carlos Osorio, que destacou os dois jogadores como referências técnicas da seleção russa, criando as melhores jogadas e colocando a zaga mexicana em dificuldade.

Pressionando desde o início, a Rússia chegou a pedir um pênalti aos 17 minutos, quando Fedor Smolov caiu na área após choque com Araujo.

A jogada continuou e, quando o México construía seu ataque, o árbitro saudita Fahad Al Mirdasi quis consultar a vídeo-arbitragem (VAR, na sigla em inglês). Após rever o lance, decidiu confirmar que não houve pênalti, devolvendo a bola para os mexicanos.

A Rússia estava melhor em campo e acabou convertendo a superioridade em gol, após uma longa jogada iniciada numa bomba de Smolov que foi parar na trave.

O rebote sobrou para os russos, que tocaram a bola na frente da área do México, até que Samedov recebeu dentro da área e mandou um forte chute cruzado, sem chances para o goleiro Ochoa.

A Rússia não se desesperou após o empate mexicano e teve a bola do 2-1 nos pés de Aleksandr Erokhin, que apareceu cara a cara com Ochoa, mas isolou na hora de finalizar.

Os anfitriões continuavam sendo mais perigosos, mas pecavam na hora do toque final. Chegaram até a marcar um gol com Samedov, aos 3 minutos do segundo tempo, mas o atacante estava impedido e o lance foi anulado.

Aos 15 minutos do segundo tempo, já vencendo por 2 a 1, o VAR voltou a ser decisivo num jogo na Copa das Confederações. Héctor Moreno recebeu toque bonito por cima da zaga russa e pegou de primeira, tirando de Akinfeev.

Quando comemorava o gol com os companheiros do banco de reservas, o árbitro pediu para rever o lance pelo VAR e constatou o impedimento claro do jogador mexicano, anulando o terceiro gol dos visitantes.

Nos minutos finais, a tarefa da Rússia passou de difícil para impossível quando Zhirkov perdeu a cabeça e deu uma cotovelada em Layún, recebendo o cartão vermelho.

Ao fim da partida, os jogadores russos, apesar da campanha decepcionante na Copa das Confederações, continuou no gramado do estádio de Kazan e aplaudiu a torcida que compareceu para apoiá-los.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo