Esporte

Werner e Stindl, perigos alemães que ameaçam o México

28/06/2017 17h45

Sochi, Rússia, 28 Jun 2017 (AFP) - Desconhecidos para o grande público, Timo Werner e Lars Stindl são os grandes artilheiros da Copa das Confederações, com dois gols cada ao lado de Cristiano Ronaldo, e vão aterrorizar a zaga do México, nesta quinta-feira, pela semifinal do torneio.

Os dois ganharam a confiança de Joachim Low na primeira fase. Sandro Wagner é a terceira opção para o ataque, mas o "veterano" de 29 anos foi titular na primeira partida contra a Austrália, perdeu gols claros e não voltou a aparecer.

Werner e Stindl acabaram de iniciar a trajetória na seleção da Alemanha, com quatro jogos e dois gols cada um. O primeiro, de 21 anos, tem perfil de potência e velocidade, enquanto o segundo brilha pela polivalência e classe.

Werner explodiu nesta temporada pelo Leipzig, com 21 gols e 8 assistências na Bundesliga. Seu desempenho ajudou o time a se classificar de maneira inédita para Liga dos Campeões.

- Mal-visto na Alemanha -Mas a temporada também vai ser lembrada pelo gol de pênalti marcado contra o Schalke, depois de uma evidente simulação de falta. Desde então, "Turbo Timo" se tornou o alvo preferido dos torcedores dos times rivais, pela relação do Leipzig a empresa de energéticos Red Bull.

O jogador chegou a ser vaiado na partida da Alemanha contra San Marino, pelas eliminatórias europeias para o Mundial de 2018.

"Meu objetivo é que um dia os torcedores estejam felizes em me ver com a camiseta da seleção alemã. Que digam, 'ainda bem que temos esse rapaz, que marcou o gol decisivo da semifinal do Mundial'. Esta ideia me estimula", contou Werner para a revista Kicker.

"Na sua idade, outros jogadores fizeram bobagens muito piores do que se jogar na área. É um bom rapaz, sabe o que quer e trabalha duro. Agora é preciso deixá-lo tranquilo com essa história", indicou Julian Draxler, capitão do time nas Confederações.

Werner foi eleito o melhor jogador dar partida contra Camarões, quando marcou dois gols da vitória por 3 a 1. "Demonstrou como pode ser perigoso e faro de gol", comentou Löw sobre Werner.

- 'Um jogador fino' -Stindl, por outro lado, precisou batalhar muitos anos para conseguir uma oportunidade na seleção. Polivalente, é capaz de jogar em todas posições no ataque, mas não encontrava seu espaço na equipe com Mesut Ozil e Thomas Muller.

Durante muito tempo como capitão do Hanover, terminou a temporada pelo Borussia Moenchengladbach com 18 gols, somando todas competições.

Na Rússia, jogou mais livre no apoio ao centro-avante e também como falso 9, marcando um gol em cada posição. O primeiro foi contra a Austrália e depois contra o Chile.

"É um jogador muito fino, dotado de inteligência de jogo incrível e bom sentido de movimentação. Até o momento, nos convenceu completamente. É tranquilo e seguro de si. Não demonstra nervosismo, tem muita personalidade e é um bom jogador", acrescentou Löw.

"Até agora não posso me queixar. Tudo o que passou depois do final da temporada é um adicional para mim. Estou muito feliz de ter sido convocado", indicou Stindl.

sid-ybl/pm/iga/fa

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo