Esporte

Rosário promove remoções para casamento de Messi

29/06/2017 12h14

Rosario, Argentina, 29 Jun 2017 (AFP) - Às vésperas do casamento do ano entre Lionel Messi e Antonela Roccuzzo, a cidade de Rosário se blindou com 300 agentes de segurança organizados em mega operação, que incluiu a remoção temporária de ambulantes ao redor do Cassino onde a festa vai ser celebrada.

As ações de "embelezamento" urbano a toque de caixa também eram vistas na quarta-feira (28), com a limpeza de avenidas e plantação de arbustos decorativos nas rotatórias próximas ao local da festa.

"Agora estamos no limite, considerando que vamos ter várias visitas internacionais. A cidade vai estar bonita e eles vão ver o trabalho que a prefeitura está fazendo", explicou à AFP a paisagista Analía Capdevila, que supervisionava a colocação das plantas na frente do cassino.

O luxuoso complexo escolhido para sediar o evento está rodeado de bairros muito pobres. Nos sinais das avenidas próximas, costumam haver limpadores de vidros de carros, removidos pela polícia na terça-feira (27).

Alguns quiosques que vendem a populares comida de rua "choripanes", que são pães recheados com chorizo, também foram retirados.

"Parece que por esses três dias não vão deixar a gente trabalhar. Não sei o que vai acontecer... Todos temos filhos, família", contou à AFP Sergio, um dos limpadores de vidros, logo depois de ser retirado da zona por uma patrulha policial.

As autoridades disseram que organizaram um operativo especial para criar um corredor seguro entre o aeroporto e o hotel. Rosário tem 1,2 milhões de habitantes e é uma das cidades mais perigosas da Argentina, por contra do tráfico.

Da lista de 260 convidados, que inclui Shakira e todo elenco do Barcelona, já chegaram ao local Sergio Aguero e Ezequiel Lavezzi, companheiros da seleção argentina.

- Doze voos privados -Do aeroporto da cidade, confirmaram à AFP que, entre quarta e sexta-feira, 12 voos particulares são esperados para aterrizar com os convidados da festa.

"Nem todos estão ligados ao casamentos, mas temos 12 pedidos de voos particulares para aterrizar. Nós precisamos manter os dados na privacidade", explicou a assessoria de imprensa do terminal.

Como a polêmica está na ordem do dia por conta dos preparativos, o cassino sofreu uma batida da administração de impostos da Argentina (Afip) na última sexta-feira (23). O órgão investiga o local por suposta lavagem de dinheiro e evasão fiscal.

Ainda assim, fontes da Afip explicaram que o procedimento não tem relação com o casamento de Messi e que a festa está garantida para esta sexta.

str-pb/ol/fa

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo