Esporte

Atlético-MG joga mal e perde para Wilstermann na Bolívia na ida da Libertadores

06/07/2017 00h14

Cochabamba, Bolívia, 6 Jul 2017 (AFP) - O Atlético Mineiro jogou mal e foi derrotado por 1 a 0 pelo boliviano Jorge Wilstermann, nesta quarta-feira na partida de ida da Copa Libertadores, no estádio Félix Capriles de Cochabamba.

O jovem atacante Gilbert Alvarez marcou o único gol da partida com uma bicicleta aos 41 minutos de jogo, aproveitando rebote da zaga do Galo, que não conseguiu afastar o perigo.

Apesar da enorme superioridade técnica de seu elenco, o Atlético Mineiro não conseguiu apresentar um futebol convincente e foi merecidamente derrotado pelo Wilstermann, que criou chances de ampliar, mas esbarrou no goleiro Víctor.

A partida de volta das oitavas de final da Libertadores será disputada em Belo Horizonte no dia 9 de agosto. O vencedor deste confronto enfrentará nas quartas de final River Plate, da Argentina, ou Guaraní, do Paraguai.

Jogando diante de sua torcida, o Wilstermann entrou em campo decidido a pressionar o Atlético, que demorou para equilibrar as ações. Elías e Juan Cazares foram ganhando espaço no meio de campo aos poucos e criaram boas chances para os atacantes, que não estavam em boa noite.

Aos 18, Robinho recebeu na entrada da área e tentou finalizar, mas mandou pra fora, no que acabou sendo o único lance de perigo do veterano craque, substituído no segundo tempo.

O jogo continuou morno, com as duas equipes empenhadas na marcação e dando pouco espaço para a criação de jogadas adversárias.

Quando tudo indicava que o placar permaneceria empatado sem gol até o intervalo, veio o gol do jogo.

Aos 41, Cardozo pegou a bola e surpreendeu uma desatenta zaga mineira. A bola chegou em Marcelo Bergese, que mandou um chute forte cruzado. Gabriel apareceu para tirar em cima da linha, mas a bola sobrou para Álvarez, que arriscou uma bicicleta no rebote e anotou um belo gol.

- Bola na trave e só -No início do segundo tempo, uma jogada confusa deu motivos para a torcida dos 'Aviadores' reclamarem, e com razão.

Aos 8 minutos, Cardozo cruzou pela esquerda e a bola bateu na mão do zagueiro Alex Silva antes de sair pela linha de fundo. Apesar da fúria dos jogadores do Wilstermann, o árbitro apontou para o escanteio.

No Galo, a apatia ofensiva continuou e o time só voltou a finalizar aos 17 minutos, em chute de Rafael Carioca que não assustou o gol boliviano.

A única grande oportunidade do Atlético foi aparecer aos 35 minutos com Rafael Moura, que entrou no lugar do apagado Fred.

No lance, o 'He-Man' ganhou no alto e acertou uma forte cabeçada na trave.

O susto serviu de lição para o Wilstersmann, que após quase sofrer o empate optou por segurar a magra vantagem, um resultado que obriga o Galo a ganhar por dois gols de diferença em Belo Horizonte se quiser avançar às quartas de final com bola rolando.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo