Esporte

Sem perder sets, Federer vence Wimbledon pela oitava vez

16/07/2017 14h24

Londres, 16 Jul 2017 (AFP) - O suíço Roger Federer acrescentou mais um título em sua lendária carreira, neste domingo, ao conquistar o torneio de Wimbledon pela oitava vez, depois vencer o croata Marin Cilic por três sets a zero, parciais 6-3, 6-1 e 6-4.

Federer chegou ao 19º título de Grand Slams na carreira. Cilic chorou no meio da partida e viu o suíço se tornar o maior vencedor no tapete verde de Londres, superando o americano Pete Sampras, com 7 troféus.

"Continuei acreditando, sonhando e aqui estou", comentou Federer após receber em mãos a famosa taça dourada do torneio.

Federer garantiu a hegemonia em sua superfície preferida, em 1 hora e 41 minutos de partida. O suíço não perdeu nenhum set em toda competição, repetindo feito de 10 anos atrás.

É o segundo título de Grand na temporada, depois de vencer o Aberto da Austrália no janeiro. A vitória em Wimbledon quebra um hiato de cinco anos desde o último título no All England Club.

"É preciso acreditar que se pode chegar nesta altura. Depois do último ano, não sabia se voltaria a estar aqui", comentou o suíço após eliminação para o canadense Milos Raonic nas semifinais de 2016. Federer não conteve as lágrimas ao final do duelo.

"Espero que este não seja meu último jogo aqui. Quero voltar ano que vem", afirmou Federer, que aos 35 anos e 342 dias é o jogador mais velho a vencer em Wimbledon na era profissional.

- Choro -A final contra o vencedor do US Open de 2014 teve um momento delicado durante a partida. Cilic, apesar da experiência, começou a chorar quando perdia o segundo set por 3 a 0.

O tenista explicou que tinha uma grande bolha no pé que começou a incomodar, mas que o choro foi "por conta das emoções do jogo... Saber que em um dia tão importante eu era incapaz de jogar meu melhor tênis, no nível físico, em todos os níveis".

O tenista croata pediu atendimento médico, apesar de não sofrer nenhuma torção ou queda. Os médicos tentaram reanimar o jogador, mas não o examinaram. Cilic pediu uma segunda intervenção, quando os médicos observaram seu pé esquerdo.

Sem precisar a natureza da lesão, Cilic comentou: "o que sempre fiz em minha carreira foi não jogar a toalha. Minha ideia era dar o melhor de mim e foi tudo o que consegui fazer".

- Quebra desperdiçada -O início da queda do croata aconteceu no quarto game do primeiro set, quando vencia por 2 a 1. Cilic teve a chance de quebrar o serviço de Federer, mas não conseguiu definir. A chance desperdiçada foi decisiva, já que acabou perdendo a potência no saque.

Cilic, que tinha uma média de 21 aces por jogo até a decisão, falhou mais da metade dos primeiros serviços e não conseguiu nenhum ace em todo primeiro set, que acabou 6-3 para o suíço.

"Tive uma trajetória assombrosa, jogando o melhor tênis da minha vida. Para todos os meus amigos na Croácia deve ter sido um dia difícil. Eu dei tudo. Espero voltar e tentar outra vez", se parabenizou Cilic, sexto melhor tenista do ranking ATP.

O ritmo se manteve no segundo set. Depois de se recompor do lapso quando perdia por 3 a 0, o crota tentou se recuperar, mas Federer entendeu que bastava administrar as emoções para dominar a partida até o final.

O jogo não foi um grande atrativo técnico, mas garantiu a hegemonia do "Big 4" - Federer, Nadal, Novak Djokovic e Andy Murray -, que dividem todos os títulos de Wimbledon desde 2003.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo