Esporte

Novo código de vestimenta do golf feminino gera controversa

18/07/2017 18h13

Miami, 18 Jul 2017 (AFP) - O novo código para regulamentar a vestimenta do golf feminino (LPGA) criou opiniões controversas, já proíbe camisetas sem gola, saias curtas e decotes.

A jogadora americana Sandra Gal não se demonstrou em acordo com o controle do tamanho de tops e saias, apesar de compreender a necessidade de proibir as camisas decotadas.

"O único ponto que estou de acordo é que não devem haver bainhas, mas nunca vi isso como um problema", indicou Gal.

Gal acrescentou que "acho que os 'racerbacks' (blusas com decote) ficam muito bem nas mulheres e acho que as saias curtas sempre existiram, especialmente no tênis. Não acho que diminuam o esporte".

Segundo Gal, o que é importante é jogar bem golf. "Mas parte de ser mulher, especialmente uma atleta, que está esportiva, em forma... Isso é o que as mulheres do tênis fazem tão bem. Por que não deveríamos?", se questionou.

Por outro lado, a jogadora Christina Kim concordou com as regras: "posso soar como uma mulher mais velha, mas esse é nosso lugar de negócios e acho que os jogadores devem ser vistos como profissionais".

Fontes da LPGA disseram ao site GOLF.com que as mudanças de política na vestimenta foram apresentadas pelas jogadoras e se tornaram tema de discussão há algum tempo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo