Esporte

"Com tecnologia, meu gol contra a Inglaterra não valeria", admite Maradona

25/07/2017 15h48

Paris, 25 Jul 2017 (AFP) - O astro argentino Diego Maradona admitiu, nesta terça-feira, que o famoso gol da "Mão de Deus", contra a Inglaterra na Copa do Mundo de 1986, não teria sido validado com o uso da vídeo-arbitragem (VAR) atual.

"Com a tecnologia, esse gol não teria sido contado e não teriam validado", declarou Maradona em entrevista à Fifa.com, sobre a jogada em que dividiu a bola com o goleiro Peter Shilton, tocando a bola com a mão para o gol. A Argentina venceu o jogo por 2 a 1, pelas quartas de final da competição.

Mas Maradona foi além: "E digo mais. no Mundial de 1990 também usei a mão contra a União Soviética para tirar uma bola. Naquele momento, o juiz também não viu e tivemos sorte. Mas na época não tínhamos possibilidade de usar a tecnologia. Hoje é outra história".

Apesar de ter se beneficiado de lances deste tipo, Maradona é defensor do uso do VAR. "Se a tecnologia avança deste jeito, se todos os esportes já utilizam, como não vamos considerá-la para o futebol?".

Maradona lembrou que a Inglaterra venceu a Alemanha com um gol em que a bola não entrou. Também recordou o lance que a Mannschaft eliminou os ingleses em 2010, depois do juiz não validar um chute de Frank Lampard que tinha cruzado a linha.

"São muitas as jogadas que poderiam mudar a história dos Mundial com o uso da tecnologia. É hora de mudar isso", concluiu Maradona.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo