Esporte

Ledecky e Peaty fazem história em dia de recordes mundiais no Mundial de Natação

25/07/2017 15h30

Budapeste, 25 Jul 2017 (AFP) - A americana Katie Ledecky, nos 1500 m nado livre, e o britânico Adam Peaty, nos 50 m peito, voltaram a brilhar no Mundial de Natação de Budapeste, nesta terça-feira, um dia que viu a quebra de três recordes mundiais.

Ledecky não quebrou recordes, mas conquistou sua terceira medalha de ouro consecutiva em Mundiais na prova dos 1500 m (após Barcelona-2013 e Kazan-2015), se tornando a primeira mulher a vencer 12 títulos mundiais, superando os 11 da compatriota Missy Franklin.

A jovem americana de apenas 20 anos percorreu a distância em 15:31.82, batendo com enorme vantagem a espanhola Mireia Belmonte, que chegou impressionantes 19.07 segundos de atraso, o que lhe valeu a prata. O bronze ficou com a italiana Simona Quadarella.

"Ela é de outro planeta, por isso que o objetivo era a prata mesmo, que para mim é como se fosse ouro", admitiu Belmonte após a prova, referindo-se à campeã americana.

Ledecky, que em Budapeste já conquistou três ouros, ainda irá em busca de outros três (400 m livre, 1500 m livre e revezamento 4x100 m livre).

Apesar do enorme sucesso, Ledecky destacou o grande esforço que faz para alcançar este nível nas piscinas.

"É muito difícil nos outros 364 dias do ano. Trata-se de trabalhar, intensificar esse trabalho e só depois de tudo isso posso conseguir estas marcas", explicou.

- Ouro e recorde para Masse e King -Já Peaty bateu duas vezes no mesmo dia seu próprio recorde mundial dos 50 m peito: pela manhã, na série classificatória, com tempo de 26.10 s, e à tarde, nas semifinais, com incríveis 25.95 s. Foi a primeira vez na história da prova que um nadador percorreu a prova abaixo da barreira dos 26 segundos.

"Não estava entre meus objetivos nadar abaixo dos 26 segundos, mas estava me sentindo muito bem", declarou o britânico, que na quarta-feira terá a oportunidade de abaixar novamente a marca na final da distância.

Na final, Peaty terá como principal adversário o brasileiro Felipe Lima, que ficou com o segundo tempo geral (26.68 s). Ouro brasileiro, João Gomes Jr., fez o quinto tempo geral (26.86 s) e corre por fora.

O outro brasileiro a entrar na piscina da Arena Danúbio nesta terça-feira foi Leonardo de Deus, que não teve a mesmo sorte que os compatriotas, ficando de fora da final dos 200 m borboleta com apenas o 14º melhor tempo geral.

Em outras provas do dia, a China garantiu dois ouros com os nadadores Sun Yang (200 m livre) e Xu Jiayu (100 m costas), enquanto a canadense Kylie Masse (100 m costas com tempo de 58.12) e a americana Lilly King (100 m peito em 1:04.13) levaram os títulos de suas respectivas provas com direito a recordes mundiais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo