Esporte

Liga Espanhola rejeita pagamento da cláusula de rescisão de Neymar

03/08/2017 11h32

Madri, 3 Ago 2017 (AFP) - A Liga Espanhola de Futebol anunciou, nesta quinta-feira, que rejeitou o pagamento dos 222 milhões de euros da cláusula de rescisão que permitiria a saída do brasileiro Neymar do Barcelona, provavelmente para o Paris Saint-Germain.

A recusa da Liga pode, potencialmente, adiar a transação, mas não necessariamente impedir a transferência.

"Podemos confirmar que os representantes legais do jogador compareceram à Liga para depositar a cláusula e que esta foi rejeitada", disse o porta-voz da Liga, sem revelar mais detalhes.

Poucas horas depois, a Liga Francesa de Futebol (LFP) pediu para os dirigentes da Liga espanhola não bloquearem a negociação pelo jogador. Os franceses pediram que os espanhóis "se ajustem ao regulamento da Fifa e suas atribuições".

"A LFP se surpreende e não compreende a negativa da Liga em simplesmente aceitar o pagamento da cláusula de rescisão", indicou a entidade francesa em comunicado.

"A LFP apoia o Paris Saint-Germain e deseja a chegada de Neymar para o campeonato Ligue 1. Os serviços jurídicos da LFP apoiam e estão a disposição do PSG para que o contrato de Neymar seja homologado em um prazo mais curto", acrescentou a liga francesa.

- Fair-play financeiro -O atacante de 25 anos anunciou na quarta-feira sua saída do Barcelona. Os dirigentes do clube espanhol recordaram que para concretizar a transferência era necessário pagar "em sua totalidade" a cláusula de rescisão de 222 milhões de euros de seu contrato, em vigor até junho de 2021.

O destino de Neymar é provavelmente o PSG, que parece disposto a pagar a cláusula milionária. Se a negociação for concretizada, esta será a transferência mais cara da história do futebol.

o presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas, havia ameaçado rejeitar o dinheiro da cláusula de rescisão. Ele acusou o clube francês, que pertence a um fundo soberano do Catar, de praticar "doping financeiro".

"Não aceitaremos este dinheiro de um clube como o PSG que (...) está infringindo normas e leis do fair-play financeiro da UEFA", disse Tebas em uma entrevista ao jornal As.

Os jogadores da Liga Espanhola têm o direito de rescindir seu contrato depositando o valor da cláusula estabelecida com o clube na entidade, o que possibilita a saída para outro clube.

Tebas advertiu que a Liga denunciaria a transferência de Neymar, que para ele não atende as regras do fair-play financeiro da UEFA.

As normas da UEFA têm o objetivo de evitar que os clubes acumulem dívidas e falta de pagamentos, limitando a 30 milhões as perdas de um clube em três anos.

- França espera por Neymar -Enquanto a oficialização da transferência não se conclui, a França espera impaciente a chegada de Neymar, que está cada vez mais perto de assinar contrato com o PSG para levar o clube e a Ligue 1 para um novo patamar.

O atacante deve chegar à cidade luz nesta sexta-feira, segundo fontes aeroportuárias à AFP, e pode ser apresentado para a imprensa no mesmo dia ou no sábado.

Considerado a contratação do século, Neymar vai custar mais que o dobro do atual recorde de maior transferência da história, do francês Paul Pogba para o Manchester United por 105 milhões de euros.

A chegada do camisa 10 da seleção brasileira animou até o presidente da França, Emmanuel Macron, que nesta quinta comentou que a provável contratação "é o atrativo. Sim, é uma boa notícia".

- Espanha irritada -Do outro lado, a imprensa espanhola atacou Neymar nesta quinta. O jornal El País escreveu que "Neymar vai embora do mesmo jeito como chegou, de imbróglio em imbróglio e com os bolsos cheios".

O jornal esportivo Sport, da Catalunha, escreveu que Neymar "vai por dinheiro e apenas dinheiro". A capa do diário estampou um enorme "Até nunca mais".

O Sport atacou e escreveu que "Neymar não foi contratado por um clube, mas por um Estado, uma ditadura acusada de financiar o terrorismo e onde sobra dinheiro para comprar tudo que quiserem, inclusive pessoas".

Os espanhóis já pensam em quem vai poder contratar. O Marca, principal jornal esportivo do país, colocou na manchete que a contratação "vai mudar a história do futebol". Em um editorial da edição, indicou que o Barcelona agora vai precisar "mostrar mais habilidade nas próximas contratações".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo