Topo

Esporte

Wenger diz que Sánchez vai respeitar decisão de ficar no Arsenal

03/08/2017 11h55

Londres, 3 Ago 2017 (AFP) - O francês Arsène Wenger garantiu, nesta quinta-feira, que o chileno Alexis Sánchez vai respeitar sua decisão para não deixar o atacante deixar o Arsenal nesta janela de transferências.

"A única coisa que posso dizer é que Sánchez está concentrado e que minha decisão é clara: ele fica e vai respeitar isso. Simples assim", comentou o treinador em coletiva de imprensa.

Manchester City, Paris Saint-Germain, Bayern de Munique e Juventus foram alguns dos times interessados em contratar o atacante de 28 anos, que declarou querer jogar em algum time que dispute a Liga dos Campeões

Sánchez deveria se juntar ao grupo em pré-temporada no domingo, depois das férias mais longas pela disputa da Copa das Confederações. Mas o retorno à Londres vai se atrasar pelo menos 48 horas, por conta de uma gripe revelada pelo atleta nas redes sociais.

O contrato do chileno expira em um ano e o jogador revelou que não quer renovar, mas Wenger evitou aprofundar o tema.

"Todas negociações têm que ser secretas. Sabemos que nosso dever é informar as pessoas, mas falar de determinadas coisas já não é informação, mas suicídio", comentou o treinador dos Gunners.

Mas Wenger indicou que o atacante espanhol Lucas Pérez deve deixar o time, após primeira temporada frustrante.

Pérez chegou no ano passado, procedente do Deportivo La Coruña, mas jogou poucas vezes. Além disso, o francês Alexandre Lacazette foi contratado e assumiu a camisa 9 do time.

"Não gosto da ideia de ter que me desfazer dele, porque para mim é um atacante de muita qualidade. Mas temos um ataque congestionado, contamos com atacantes demais", indicou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte