Esporte

Jamaicano McLeod conquista ouro nos 110 m com barreira em Londres

07/08/2017 18h07

Londres, 7 Ago 2017 (AFP) - O jamaicano Omar McLeod, campeão olímpico no Rio-2016, conquistou o título mundial dos 110 metros com barreira com tempo de 13 segundos e 04 centésimos, superando o russo Serguei Shubenkov (13.14) e o húngaro Balazs Baji (13.28), nesta segunda-feira em Londres.

McLeod, que chegou à Inglaterra como único corredor com tempo abaixo dos 13 segundos (12.90), confirmou seu domínio sobre os adversários, o que já havia feito no Rio e no Mundial indoor, em 2016.

O jamaicano destronou assim o russo Shubenkov, campeão mundial em 2015 que nesta edição, correndo como neutro, devido à polêmica de doping na Rússia, ficou com a prata.

Na final do salto triplo feminino, o público londrino pôde assistir a duelo intenso e parelho entre a venezuelana Yulimar Rojas, que ficou com o ouro, e a colombiana Caterine Ibarguen, prata.

A prova acabou tendo conotação de passagem de bastão entre duas gerações, já que Rojas, de apenas 21 anos, conquistou assim seu primeiro título mundial, um ano após ficar com a prata nos Jogos do Rio, vencidos por Ibarguen, de 33 anos.

O pulo vencedor da venezuelana foi de 14,91 m, enquanto Ibarguen teve como melhor marca 14,89. O bronze pertence a cazaque Olga Rypakova (14,77 m), campeã olímpica em 2012.

Já nos 1.500 m feminino, uma disputada acirrada entre grandes nomes do esporte terminou com a vitória da queniana Faith Kipyegon (4:02.59). A prata ficou com a americana Jennifer Simpson (4:02.76), que buscou o pódio com uma incrível arrancada nos últimos 100 metros. Caster Semenya, da África do Sul, foi bronze (4:02.90).

Mais cedo, a polonesa Anita Wlodarczyk, atual bicampeão olímpica, revalidou seu título mundial do lançamento do martelo, com uma marca de 77,90 metros, após um início complicado de prova.

Com a vitória, Wlodarczyk, de 31 anos e detentora do recorde mundial da modalidade (82,98 m), se tornou tricampeão do mundo (2009, 2015, 2017).

A polonesa superou a chinesa Wang Zheng, que teve como melhor lançamento 75,98 m. A medalha de bronze ficou com outra polonesa, a jovem Malwina Kopron, de 22 anos (74,76 m).

Wlodarczyk começou a prova aparentando dificuldades, queimando os três primeiros lançamentos antes de conseguir a marca vencedora de 77,90 m, longe de seu próprio recorde mundial.

asc-kn-tba/am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo