Esporte

Cerca de 30 casos de gastroenterite identificados em hotel de Londres

08/08/2017 14h52

Londres, 8 Ago 2017 (AFP) - A Agência Pública de Saúde (PHE) britânica anunciou nesta terça-feira que foram comunicados 30 casos de gastroenterite em um hotel oficial que recebe delegações que participam do Mundial de Atletismo de Londres.

O botsuano Isaac Makwala foi declarado em dispensa na segunda-feira, entre outros atletas, antes de sua competição de 200 metros, assim como nesta terça-feira para a final dos 400 metros. Oficialmente não competiu "por um problema médico", segundo a Federação Internacional de Atletismo (IAAF), que apontou que para mais informações deveriam entrar em contato com a equipe de Botswana.

Makwala ostenta a melhor marca da temporada nos 200 metros (19.77) e era considerado uma mais maiores ameaças para o sul-africano Wayde Van Niekerk.

"O norovírus [causa mais comum de gastroenterite e diarreia] foi identificado em dois casos depois da análise", afirmou a médica Deborah Turbitt, diretora do PHE.

Segundo a Agência de Saúde Pública, "o norovírus é muito incômodo, mas é curado em um ou dois dias mediante ingestão de líquido".

Há atletas que foram levados a outros hotéis por precaução, indicou a Federação Italiana (Fidal).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo