Esporte

Brasil assiste de camarote disputa por vaga na Copa do Mundo

01/09/2017 17h13

Montevidéu, 1 Set 2017 (AFP) - Classificado com antecedência e com a primeira posição assegurada, o Brasil assiste de camarote a briga pelas outras vagas das eliminatórias sul-americanas, emboladas após os resultados da última rodada.

Isolado no topo com 36 pontos, os comandados de Tite usam a competição para fortalecer o grupo e promover testes e variações táticas.

Na sequência, Colômbia (25), Uruguai (24), Chile (23), Argentina (23), Perú (21), Paraguai (21) e Equador (20) brigam pelas outras três vagas diretas e uma de repescagem.

Os paraguaios ressuscitaram na disputa depois de vencer os bicampeões da Copa América por 3 a 0, em Santiago. O Chile foi à campo sem produzir o melhor futebol, demonstrando cansaço, e foi dominado por um time organizado taticamente.

"Nunca encontramos a fluidez deste time. Não estivemos bem e houve a fatalidade no primeiro gol (contra de Vidal)", lamentou o argentino Juan Antonio Pizzi, técnico da La Roja.

- Empates sem gols -Em Montevidéu, os amigos de Messi visitavam a turma de Suárez, pelo duelo dos inseparáveis companheiros de Barcelona no clássico do Rio da Prata.

Mesmo com grandes atacantes em campo, a partida não saiu do empate sem gols, pobre em resultado mas valioso para manter a posição na tabela.

O técnico Jorge Sampaoli fez sua estreia oficial comandando a Argentina e chegou promovendo mudanças. Mauro Icardi e Paulo Dybala formaram o trio de ataque ao lado do camisa 10.

Já o técnico Oscar Tabárez conseguiu recuperar Suárez, que virou dúvida após lesão no joelho mas conseguiu se recuperar a tempo.

"Precisávamos vencer por nossa situação na tabela", lamentou Sampaoli. "O resultado nos deixa fora da vaga direta. Viemos buscar outra coisa, mas a avaliação é que temos um sabor amargo porque podíamos ter vencido", avaliou.

- Brasil implacável -A Colômbia manteve a vice-liderança após empatar em 0 a 0 com a eliminada Venezuela. O que pode complicar ainda mais a equipe na briga pela vaga é o próximo duelo, contra o Brasil.

"Não estou feliz, tivemos coisas que não fizemos bem. É duro. Agora vamos enfrentar o Brasil com otimismo", indicou o técnico José Pekerman sobre o duelo da próxima terça-feira.

O Brasil suou no primeiro tempo, mas na segunda etapa confirmou o favoritismo e venceu o Equador por 2 a 0, em Porto Alegre. Foi a nona vitória seguida do time de Tite nas eliminatórias.

Pretendido pelo Barcelona e em meio a polêmicas sobre sua possível transferência, Philippe Coutinho saiu do banco para dar mobilidade ao time e colocar fogo no jogo. Neymar foi discreto.

Quem fechou a rodada foi Peru, com vitória por 2 a 1 sobre a Bolívia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo