Esporte

Paris-2024 e Los Angeles-2028 querem espantar fantasmas da Rio-2016

12/09/2017 13h20

Lima, 12 Set 2017 (AFP) - Um filme sem mistérios e com final anunciado será exibido nesta quarta-feira em Lima, onde o Comitê Olímpico Internacional (COI) escolherá Paris como sede dos Jogos Olímpicos de 2024 e Los Angeles em 2028, com o objetivo de não repetir os erros da Rio-2016.

O escândalo de corrupção por suposta compra de votos para a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos de 2016 tem sido o grande assunto da 131ª sessão do COI, que até sexta-feira irá oficializar as próximas sedes.

Os dirigentes de Paris e Los Angeles se viram obrigados a modificar suas apresentações, que previam mostrar os trunfos das cidades, os projetos e legados, para reafirmar seus compromissos com a transparência.

O presidente do COI, o alemão Thomas Bach, destinou boa parte de seu entrevista coletiva, na segunda-feira, para responder a perguntas sobre o escândalo de corrupção carioca.

Bach negou haver "responsabilidade coletiva" no esquema de compra de votos que escolheu o Rio de Janeiro como sede dos Jogos de 2016.

Mais cedo, o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, garantiu que a cidade californiana "apresentará talvez os Jogos Olímpicos mais limpos já vistos".

"Queremos colocar o foco em que, desde o primeiro dia, temos a responsabilidade de ser o mais transparente possível", afirmou um dia antes Tony Estanguet, co-presidente da candidatura Paris-2024.

As autoridades brasileiras denunciaram "um esquema de corrupção internacional" envolvendo os Jogos, supostamente orquestrado pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral, hoje preso, no qual empresários pagaram 2 milhões de dólares a membros africanos do COI para comprar seus votos.

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Nuzman, também está envolvido e foi levado pela polícia a depor na semana passada.

- Oportunidade de ouro -As próximas sedes dos Jogos, porém, não estão dispostas a deixar o "Unfair play" (Jogo sujo, em inglês, nome da investigação da Polícia Federal) estragar a festa que está por vir.

Nesta quarta-feira será confirmada a dupla atribuição dos jogos para Paris e Los Angeles, que, junto com Londres, se tornarão as únicas cidades a sediar os Jogos Olímpicos três vezes.

Paris quer celebrar em 2024 o centenário de sua segunda olimpíada, um caminho que começou em 1900, enquanto Los Angeles sediou as edições de 1932 e 1984.

Um alívio para o COI, que viu na dupla atribuição uma solução diante da debandada de candidaturas, como as de Hamburgo, Boston, Budapeste e Roma, cidades que abandonaram a disputa pressionadas pelos altos custos que demanda um evento de alcance mundial, sem a segurança de saber se o legado valerá o investimento.

"É uma oportunidade de ouro para o COI" poder garantir Los Angeles como sede com 11 anos de antecedência, comemorou Bach.

Os membros do COI elegerão em uma única votação informal, levantando as mãos, as duas cidades que organizarão os dois Jogos Olímpicos seguintes a Tóquio-2020.

Desta forma, não haverá voto eletrônico secreto, como é tradicional quando o COI elege as cidades anfitriãs, nem sucessivas fases de votação em que se descarta candidatos até se chegar a um vencedor.

bur-ol/am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo