Esporte

McLaren troca fornecedora de motor Honda por Renault em 2018

15/09/2017 13h28

Singapura, 15 Set 2017 (AFP) - A escuderia britânica McLaren irá se separar na próxima temporada da fornecedora de motores japonesa Honda, iniciando uma parceria com a francesa Renault até 2020, anunciou nesta sexta-feira as partes interessadas.

Ao mesmo tempo, a Renault anunciou que encerrará vínculo com a italiana Toro Rosso, que trabalhará a partir da próxima temporada com a Honda.

"Trata-se de uma decisão estratégica para a Renault Sport Racing", declarou o presidente da empresa, Jérôme Stoll.

"É a primeira vez que vamos trabalhar com a McLaren e estamos orgulhosos de ter chegado a um acordo com uma estrutura que possui uma história tão grande na Fórmula 1", completou.

Honda e McLaren, associados desde 2015, afirmaram em comunicado conjunto a "decisão mútua" de romper o contrato que ia até 2023.

O divórcio não é uma surpresa, tendo em vista os resultados pouco convincentes, principalmente nesta temporada, na qual problemas no motor têm sido habituais na escuderia britânica.

A mudança da Honda para a Renault poderia convencer o piloto bicampeão do mundo Fernando Alonso, insatisfeito com seu carro, a seguir na McLaren.

smr-th/pm/am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo