Esporte

Tevez: como o jogador mais bem pago do mundo virou fiasco na China

Reprodução
Tevez em sua estreia com a camisa do Shanghai Shenhua Imagem: Reprodução

15/09/2017 16h15

O futebol chinês verá um Carlos Tevez "diferente", prometeu seu técnico: em oito meses no Shanghai Shenhua, o jogador mais bem pago do mundo tem sido uma enorme decepção e vive agora uma batalha contra a balança.

"Decepção" é o sentimento que predomina nos torcedores chineses quando o assunto é o veterano atacante argentino de 33 anos.

Tevez tem um salário estimado em 38 milhões de euros anuais, o que o coloca acima de jogadores do patamar de Neymar (30 milhões de euros) e até de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Apesar de ser o jogador mais bem pago do mundo, Tevez só conseguiu marcar dois gols em 14 jogos e sua passagem pelo Shanghai tem sido marcada por lesões e exibições decepcionantes.

Em abril, os torcedores do clube se revoltaram com Tévez, que foi visto na Disneylândia de Xangai quando estava oficialmente descartado de um jogo no mesmo dia por lesão.

Em maio, o argentino criticou em entrevista o nível dos jogadores chineses, que chamou de "ingênuos" e "brutais" em campo.

"Não acho que a Super Liga chinesa chegue a rivalizar com os grandes campeonatos da Europa, mesmo se o melhor jogador do mundo vier. Acho que o futebol aqui é muito diferente e as pessoas vivem isso de maneira muito diferente", completou, irritando ainda mais os torcedores do gigante asiático.

O ex-jogador do Manchester United e da Juventus insinuou também que poderia deixar a China ao término da temporada 2017.

No último fim de semana, durante uma derrota por 2 a 1 em casa, Tevez foi vaiado quando entrou em campo. O Shanghai Shenhua não tem pretensões no Campeonato Chinês, aparecendo na 11ª colocação da tabela. A competição tem 16 equipes.

Problema de peso

A nova grande preocupação é o peso de Tevez. Na quarta-feira, seu novo técnico, Wu Winjui, alertou o argentino e seu companheiro de equipe, o colombiano Fredy Guarín, em relação aos problemas com a balança.

"Ambos estão acima do peso. Eu preciso assumir minhas responsabilidades com a equipe e os jogadores", continuou o novo técnico. "Quando você está em campo, se você não consegue dar 100%, então não faz sentido jogar", afirmou.

Nesta sexta-feira, Wu Winjui adotou um tom mais conciliador: "Tevez está agora numa dinâmica positiva e mostrou isso no treino. Ele até realizou um trabalho extra por vontade própria".

"Este é o tipo de atitude que a equipe precisa e damos as boas-vindas. Não tenho dúvidas sobre o nível e a experiência de Tevez, mas ele teve de certa forma alguns problemas de adaptação desde que chegou", completou o treinador.

Questionado pela AFP sobre a possibilidade de Tevez voltar a jogar pelo clube de Xangai, Winjui confirmou: "definitivamente, com sua atitude atual veremos um Tevez diferente".

Segundo a imprensa, os jogadores sul-americanos do elenco tinham como tradição organizar churrascos entre eles.

Agora, Tevez terá que mostrar que tem fome de gols para tentar provar a todo um país que sua contratação não foi o fiasco que muitos afirmam.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo