Esporte

Time de hóquei no gelo visita Casa branca em meio a protestos

10/10/2017 18h50

Washington, 10 Out 2017 (AFP) - O técnico do Pittsburgh Penguins defendeu a decisão do time em visitar a casa Branca, nesta terça-feira, em meio à controvérsia sobre as tentativas do presidente Donald Trum silenciar uma onda de protestos no mundo esportivo.

Mike Sullivan insistiu que a visita não teve motivações políticas. Foi apenas para comemorar o título da Stanley Cup na semana passada.

Sullivan disse que não teria nenhum problema se seu time, em grande parte canadense e russo, se ajoelhasse durante a execução do hino dos Estados Unidos.

"Somos respeitosos ao direito de protesto", indicou.

Há várias semanas, os jogadores de futebol americano da National Football League (NFL) se ajoelham durante o hino americano. A maioria dos atletas que participam do ato são afro-americanos, manifestando-se contra a violência racial no país.

O presidente Trump afirmou que a prática constitui um insulto ao país, à bandeira dos Estados Unidos e aos veteranos de guerra. Trump chegou a chamar de "filhos da puta" os jogadores que se ajoelham.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo